III Corrida e Caminhada da UFF de Volta Redonda atrai atletas e arrecada 3,5 toneladas de alimentos

0

A III Corrida e Caminhada UFF, evento esportivo que atraiu centenas de atletas neste domingo, 14, em Volta Redonda, arrecadou, segundo os organizadores, 3,5 toneladas de alimentos. É que, cada inscrito, na tarde de sábado, ao receberem os kits de participação contendo uma camiseta, boné, squeeze, mochila e número do chip para correr, fez a doação no campus da Universidade Federal Fluminense (UFF) do bairro Vila Santa Cecília, de três quilos de alimentos não perecíveis.

Os representantes das entidades beneficiadas agradeceram os organizadores pelas doações recebidas. Uma delas foi a presidente do Lar Irmã Zilá, Eliana Itaborahy. Disse que a doação vai reforçar a despensa da instituição. “Atendemos 250 crianças e adolescentes. A doação vai garantir as refeições por mais dias e vamos beneficiar diversas famílias da comunidade do Belmonte”, informou. Outro que falou foi o representante da Igreja São José Operário, do Vila Brasília, Jair Finote. Informou que os mantimentos recebidos vão beneficiar muitas famílias. “Não tínhamos nada, e agora chega estes alimentos para nós. Estamos muito agradecidos. Obrigado aos envolvidos nessa bela ação”, agradeceu.

COMEMORANDO

A vereadora Rosana Bergone, que intermediou a competição para Volta Redonda também comemorou. Ressaltou que, além de proporcionar o esporte para mais de 1,2 mil pessoas, a Corrida UFF também faz este importante trabalho solidário. “E isso, é muito gratificante para nós”, declarou a parlamentar, agradecendo aos realizadores do evento. “Obrigada a UFF e ao Ministério da Cidadania, por ter permitido a vinda desta competição para a nossa cidade. Parabenizo também o coordenador de projetos da UFF, Francisco Barreto”, agradeceu a vereadora, ressaltando que foi uma luta grande para a realização, com muitos obstáculos, mas que foram vencidos. “O evento aconteceu em Volta Redonda e é um presente de aniversário para a cidade. Tinha certeza que a Radial Leste iria ficar lotada, como aconteceu nas outras duas edições que realizamos”, comemorou.

Os donativos foram recebidos pelos representantes da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do bairro Belo Horizonte, da Igreja Videira, no bairro Eucaliptal, Comunidade Nossa Senhora Aparecida, do bairro Verde Vale, Lar Espírita Irmã Zilá, do bairro Belmonte e Igreja São José Operário, da Vila Brasília. Segundo declarou o representante da Igreja Assembleia de Deus, Gleidiston Fabrício, mensalmente, a sua igreja atende com cestas básicas 14 famílias. Explicou ainda que, com estes donativos irão ajudar a  alimentar mais famílias.

VENCEDORES E COMPETIDORES

Os vencedores da III Corrida e Caminhada UFF Circuitos Regionais de Volta Redonda já são conhecidos do público.   O corredor de Barra Mansa, Pedro Henrique Silva Ramos, o Pedrinho, 20 anos, levou mais uma vez o primeiro lugar geral da competição.   Ele havia vencido a primeira edição realizada na cidade em 2017.  E a corredora de Volta Redonda, Edília de Oliveira, 41 anos, repetiu o pódio e ficou em primeiro lugar no feminino geral.  Ela foi vencedora da Corrida UFF de Volta Redonda do ano passado.

“Estou contente com mais esta vitória em Volta Redonda. Só a gente sabe o que passa para treinar sob sol e chuva. E graças a Deus, tenho mais este resultado positivo”, disse o vencedor Pedrinho.  Já a corredora Edília lembrou que todas as corridas não são fáceis e que as dificuldades têm que ser superadas. “Nesta de Volta Redonda, o maior desafio é quando subimos o viaduto da Radial Leste. Mas como estou na minha cidade tenho mais força para vencer”, disse ela, com sorriso de campeã no rosto.

A competição reuniu corredores de várias cidades, entre eles, Jardel Bidel, de Japeri. “Gostei do percurso de 9 quilômetros. Para mim valeu a pena competir aqui, pois o evento é bem organizado”, disse ele. “Esta competição é muito desafiadora, principalmente para mim, que participei ontem de uma corrida em Mauá. O bom desta competição é que ela promove saúde, pois tem a caminhada também para motivar as pessoas”, disse o corredor de Barra Mansa, Jhonatan Gonçalves. O corredor Rafael Moura, de Volta Redonda, disse que participar da corrida para ele foi uma superação. “Eu só corro cinco quilômetros, mas consegui cumprir o percurso e foi sensacional. A organização está de parabéns”, afirmou.

 

error: Conteúdo protegido !