Igrejas se organizam para retorno de celebrações

1

BARRA MANSA/ VOLTA REDONDA
As igrejas e templos religiosos foram autorizados pelas Justiça e pelas prefeituras de Barra Mansa e Volta Redonda a reabrirem hoje , dia 11, suas portas após mais de dois meses fechadas por conta da pandemia de Covid-19. Segundo comunicado da Diocese Barra do Piraí-Volta Redonda, a reabertura será com cautela e os atendimentos aos fiéis acontecerão aos poucos, Dia de Corpus Christi, feriado católico e tradicionalmente com muitas missas, as transmissões continuaram online e as igrejas não abriram para público presencial. Já as igrejas evangélicas contam com várias denominações, mas a maioria deve reabrir para os cultos presenciais neste domingo, seguindo os decretos estabelecidos pelos prefeitos Rodrigo Drable e Samuca Silva.
A igreja católica informou que tem um protocolo próprio e não informou uma data para as missas presenciais. As medidas vão desde a recomendação para o grupo de risco (idosos com mais de 60 anos e imunodeficientes) não irem a missa, assim como os que apresentem quaisquer sintomas relacionados ao coronavírus. O uso de máscaras é outra recomendação, assim como higienização nas portas das igrejas e nos templos, demarcação dos bancos para que cada pessoa fique a 1,5 metro de distância da outra. Esses pontos já estão previstos, por exemplo, no decreto de Volta Redonda. Já o decreto de Barra Mansa prevê esses pontos, mas limita a distância entre as pessoas a um metro. E não recomenda no texto que os maiores de 60 anos e as crianças fiquem em casa.
Para a distribuição da Eucaristia, quem distribui a hóstia precisa higienizar as mãos com álcool gel antes e durante, caso seja necessário. “O diálogo individual da Comunhão (Corpo de Cristo. Amém) será realizado uma única vez por quem preside e de forma coletiva, distribuindo-se, portanto, a Eucaristia em silêncio”, diz a nota da diocese, completando que não será realizado o costume do abraço da paz e nem se darão as mãos durante a liturgia.
A diocese ainda prevê a possibilidade de aumento no número de missas para que não fiquem pessoas esperando ou aglomeradas. E já foram fixadas em uma hora cada celebração, dando espaço de mais uma hora entre uma e outra para a higienização. O decreto de Volta Redonda trata desse ponto deixando o espaço entre elas a cada 30 minutos. Até mesmo a celebração ao ar livre está prevista nas normas editadas pela diocese, onde for possível.
Em Barra Mansa, a superintendente distrital da Igreja Metodista, Sandra Fidélis, se reuniria hoje  com os mais de 30 pastores metodista. Segundo ela, todas as igrejas estão sendo organizadas para responsavelmente abrirem. “Pretendemos ser até mais rigoroso que o decreto municipal para resguardar vidas. Vamos definir pontos para a melhor forma de não colocar em risco a comunidade e a população. Se todas as igrejas cumprirem as determinações, eu mesma vistoriarei cada uma, abriremos no domingo para culto presencial. A reunião de hoje será para reforçarmos e enfatizarmos a questão dos cuidados de prevenção a Covid-19”, disse a pastora, frisando que orientará para a recomendação de que idosos e grupo de risco fiquem em casa. Por isso, os cultos online continuarão.

Pastora Sandra Fidelis é superintendente distrital da Igreja Metodista em Barra Mansa – Reprodução Facebook

‘PRIMEIRO A VIDA’
Ao A VOZ DA CIDADE, o pastor presidente da Assembleia de Deus – Ministério Madureira em Volta Redonda (Cadevre), Rinaldo Silva Dias, que cuida de 14 cidades, dentre elas Volta Redonda e Barra Mansa, disse que os decretos serão seguidos na íntegra pela igreja. A retomada oficial dos cultos acontece neste domingo. “Há três semanas já me reuni com todos os pastores, independente de decreto, porque primeiro é a vida humana. A igreja sempre zelou em ser ordeira, a cuidar dos seus e agora isso será feito mais do que nunca. Todos terão responsabilidades. As igrejas, indústrias, empresas, comércio, famílias, estão vivendo momento novo e precisamos nos adaptar com cuidados e responsabilidades”, disse o pastor Rinaldo, lembrando que os cultos continuarão a serem transmitidos de maneira online para os que não puderem ir.
Até domingo todas as demarcações estarão feitas nos bancos, assim como toda a higienização necessárias nas entradas das igrejas.

O pastor presidente da Assembleia de Deus – Ministério Madureira em Volta Redonda (Cadevre), Rinaldo Silva Dias

1 comentário

error: Conteúdo protegido !