Identificados homens mortos, em Volta Redonda, na tarde de terça-feira em situações distintas

1

VOLTA REDONDA 

Os dois homens, mortos na tarde de terça-feira, 5, em Volta Redonda, em situações distintas já foram identificados. Trata-se de Igor Freitas Claudino, de 24 anos, morto em confronto com policiais militares no bairro Belo Horizonte, e Eduardo Barros Silva, de 56, executado a tiros na Rua José Domingos de Assis, no bairro Jardim Cidade do Aço.

No caso de Igor Freitas Claudino, segundo registro policial, policiais chegaram ao local e foram recebidos a tiros por dois homens. Os PMs revidaram e Igor foi atingido. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ao chegar ao local ele já estava sem vida. Com ele, os PMs apreenderam um revólver calibre 38 e um rádio de comunicação. O outro, que também participou do tiroteio conseguiu escapar com uma pistola.

ENCAPUZADOS DE MOTO

Já Eduardo Barros Silva, de 56 anos, foi executado a tiros na Rua José Domingos de Assis, no bairro Jardim Cidade do Aço. A informação é de que ele estava próximo a um carro quando foi alvejado e que logo após a execução, dois homens de moto que estavam encapuzados fugiram do local.

Os dois casos foram registrados na 93ª Delegacia de Polícia (DP) e segundo informou o delegado titular, Wellington Vieira, ao A VOZ DA CIDADE, já estão sendo investigados. O delegado lembrou ainda que informações que levem a polícia aos assassinos de Eduardo Barros Silva, no bairro Jardim Cidade do Aço, podem ser passadas ao Disque-Denúncia da Polícia Civil de Volta Redonda, no Teia Invisível, no 197.O anonimato, segundo garantiu o delegado, é garantido. “Já estamos apurando os dois casos. No caso do assassinato no Jardim Cidade do Aço, a população pode nos ajudar a chegar aos criminosos ligando para o Teia Invisível”, concluiu o delegado.

 

 

1 comentário

error: Conteúdo protegido !