Hugo Leal quer que concessão de rodovias ouça estados e municípios

0

SUL FLUMINENSE
O deputado federal Hugo Leal (PSD), vice-presidente da Comissão de Viação e Transporte da Câmara de Deputados, se reuniu com a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestre (ANTT), para conversar sobre a renovação de concessão de rodovias federais, entre elas, a Rodovia Presidente Dutra, que liga os estados do Rio de Janeiro e São Paulo. O parlamentar, acompanhado dos demais membros da Comissão de Transportes, alertou para a importância de o processo de renovação de concessões deve incluir conversas com prefeitos das cidades por onde passam as rodovias.
Hugo Leal disse ainda que os estados também devem ser ouvidos neste processo e devem contribuir para a formatação do novo modelo de concessão. “Quem fizer concessão sem ouvir estados e municípios, vai errar”, enfatizou o parlamentar, durante o encontro na ANTT contou com a presença do novo diretor-geral do órgão, Rafael Vitalle, e os diretores Fábio Carvalho, Davi Barreto e Guilherme Sampaio.
EDITAL
O aviso de licitação da concessão do sistema rodoviário composto pelas BR´s – 116/101 – RJ/SP, foi publico nesta quarta-feira, 18, no Diário Oficial da União, com leilão de concorrência agendado para o dia 29 de outubro, deste ano. A concessão será de 30 anos prevendo, abrangendo extensão de rodovia de 598,5 km. As rodovias empregam 222.004, entre funcionários diretos, indiretos e efeito-renda.
O sistema rodoviário BR-116/101/RJ/SP faz a ligação entre as duas maiores regiões metropolitanas do país: Rio de Janeiro e São Paulo. É também a principal ligação entre o Nordeste e o Sul do país, atravessando 33 municípios.
O projeto é composto pelos trechos da BR-116/101/SP/RJ, Rodovia Presidente Dutra (BR-116/RJ), entre o entroncamento com a BR-465 no município de Seropédica (km 214,7), e a divisa RJ/SP (km 339,6); Rodovia BR-116/SP, entre a divisa RJ/SP (km 0) e o entroncamento com a BR-381/SP-015, Marginal Tietê (km 230,6); Rodovia BR-101/RJ, entre o entroncamento com a BR-493, no município de Itaguaí (408,1), e a divisa RJ/SP (km 599); e Rodovia BR-101/SP, entre a divisa RJ/SP (km 0) e Praia Grande, Ubatuba (km 52,1).
OBRAS
De acordo com o Programa de Exploração da Rodovia (PER), as principais melhorias incluem a ampliação de capacidade do trecho da Serra das Araras; 80,20 km de obras de duplicação; 316,9 km de faixas adicionais; 150,66 km de vias marginais; 128 passarelas; 2,60 km túneis, entre outros.
Também está previsto o atendimento ao usuário da via com Centro de Controle de Operações (CCO) e 21 Bases do Serviço Operacional (BSO) para apoio das equipes de atendimento médico de emergência, atendimento mecânico e atendimento aos demais incidentes na via.
PRAÇAS DE PEDÁGIO
Estão previstas 9 praças de pedágio distribuídas da seguinte forma:
BR-116: seis praças de pedágio localizadas em Arujá/SP, Guararema/SP, Jacareí/SP, Moreira César/SP, Itatiaia/RJ e BR-101: três praças de pedágio localizadas em Itaguaí/RJ, Mangaratiba/RJ e Paraty/RJ.
O projeto desta concessão tem uma série de inovações, destacando a tarifa diferenciada para pista dupla e pista simples, desconto para usuários freqüentes, pontos de parada para caminhoneiros, compartilhamento do risco cambial, primeira concessão a usar o sistema Free Flow
Também participaram da reunião na ANTT o presidente da Comissão de Transportes da Câmara de Deputado, o deputado Carlos Chiodiini, e os deputados Ângela Amin e Fernando Matos.

error: Conteúdo protegido !