Hospital São João Batista conta com novo centro cirúrgico  

0

VOLTA REDONDA

Agora o Hospital São João Batista conta com um novo centro cirúrgico. Ele foi ampliado e reformado e entregue na noite de quinta-feira pelo prefeito Samuca Silva (PSDB). Agora o número de leitos do centro cirúrgico passou de quatro para sete vagas. O local ainda ganhou novas instalações de enfermagem, vestiários femininos e masculinos, separados por profissionais, além da criação de sala para enfermeiros e médicos que darão mais conforto para os profissionais fazerem suas refeições.

“Vejo aqui uma mudança fantástica. É notório tudo o que já foi feito de melhoria nesse hospital. Isso é mérito dos diretores, obviamente com a ajuda de toda equipe. Mudamos a forma de gestão dessa unidade e tivemos a coragem de colocar à frente do hospital um médico, além de dividir a diretoria administrativa da diretoria médica. Isso demonstra nossa preocupação com os profissionais e as pessoas da nossa cidade”, comemorou Samuca.

O secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, agradeceu o empenho de todos do hospital e também do prefeito por destinar recursos para realização de investimentos. “Estamos a passos largos para atingir uma saúde de excelência em Volta Redonda”, disse o secretário. O diretor médico do Hospital São João Batista, Biazi Ricieri Assis, lembrou que o local estava esquecido e precisava de adequações e reformas. “Era necessário melhorar as condições de trabalho dos enfermeiros e médicos do hospital. É preciso destacar que, mesmo com todos os investimentos que estamos fazendo aqui, quem faz o hospital ser referência na região são os profissionais que aqui trabalham”, ponderou. O diretor administrativo do hospital, Cassio Murilo Macedo Pires também esteve presente.

E mas investimentos foram anunciados pelo prefeito Samuca Silva durante a inauguração do centro cirúrgico. Será destinado R$ 1 milhão para o hospital após a aprovação pelo Legislativo do uso de R$ 80 milhões de créditos através de convênio com a Caixa Econômica Federal. “Já investimos R$ 230 milhões na saúde e fomos reconhecidos pela Federação Nacional dos Prefeitos como a terceira cidade que mais investiu em saúde no Sudeste do País, superando outras cidades do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo”, concluiu o prefeito.