Hospital de Emergência recebe aparelho de ultrassonografia portátil

0

RESENDE 

O Hospital Municipal de Emergência Henrique Sérgio Gregori, unidade referência de atendimento nas Agulhas Negras, conta agora com um aparelho de ultrassonografia portátil (USG) , utilizado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI). O equipamento possuiu módulo cardíaco, vascular e geral e será fundamental para a realização dos exames à beira do leito, visando evitar o deslocamento do paciente. Em breve, a equipe da unidade hospitalar passará por instruções sobre o manuseio do aparelho de USG, que é acoplado a um transdutor para a captação das imagens dos órgãos do corpo humano. O treinamento é realizado pela empresa fabricante do equipamento.

O prefeito Diogo Balieiro Diniz destacou que o novo aparelho ajudará os profissionais do hospital na hora de fazer os exames, sem necessidade de transferência do paciente do leito. “A nova aquisição vai facilitar a realização de exames complementares, tais como: ecocardiograma e com Doppler, recurso especial dos procedimentos de ultrassonografia. Por meio do aparelho, os profissionais de saúde podem fazer verificações importantes para o diagnóstico de doenças, com o objetivo de definir estratégias para melhor tratamento”, afirma Balieiro, lembrando que utilizando o USB portátil não será necessário deslocar o paciente para exames até o Centro de Diagnóstico de Imagem (CDI), que fica em prédio anexo ao Hospital de Emergência. “Como são pacientes em estado de saúde mais delicado, devemos evitar a retirada deles do leito, o que minimiza o agravamento das doenças”, explicou o prefeito.

Balieiro lembrou que o Hospital de Emergência passa por transformação em toda a estrutura física e amplo processo de modernização com capacitação de profissionais e aquisição de novos equipamentos. “Estamos investindo na saúde pública do município. A unidade já foi equipada, por exemplo, com o aparelho de videolaringoscopia, que ajuda no procedimento emergencial de intubação traqueal. Este equipamento pioneiro na unidade é utilizado em situações de difícil acesso às vias aéreas nos procedimentos de anestesia, com objetivo de salvar vidas”, argumenta, citando que a unidade médica está em reforma desde janeiro deste ano através do programa ‘Revitaliza Resende’. Em abril, foi reinaugurado o Hospital da Criança Albert Sabin, ala infantil do Hospital de Emergência, que durou aproximadamente dois meses e meio. “O programa segue com as obras do CTI, que terá um grande diferencial: os leitos serão divididos por paredes, o que dará maior privacidade aos pacientes e às visitas familiares, além de reduzir os riscos de infecção hospitalar. Aos poucos, vamos avançando com as inovações na infraestrutura, capacitação e humanização dos funcionários e melhor atendimento à população”, analisa Diogo Balieiro.

No começo deste ano, o HME também adquiriu um aparelho de USG de última geração, com recursos tecnológicos avançados, que foi encaminhado ao CDI. No Centro de Diagnóstico de Imagem, existiam três equipamentos de ultrassonografia antigos. Enquanto isso, o uso do novo aparelho portátil ficará concentrado no CTI, fator que contribuirá ainda para o andamento dos exames no complexo hospitalar e redução dos riscos à saúde dos pacientes internados.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !