Grupo inicia vaquinha para ajudar família de bebê que nasceu sem os braços e ânus

0

RESENDE

Está sendo realizado uma vaquinha para ajudar uma moradora do município que teve sua casa interditada pela Defesa Civil. Elisabeth Nogueira Ramos Marcelino, tem 38 anos, e é mãe do bebê Daniel, de seis meses que nasceu prematuro, sem os braços e sem o ânus. A mãe está desempregada, tem mais três filhos, de 2, 6 e 8 anos, e necessita reformar sua casa para conseguir morar nela novamente, principalmente para atender os cuidados especiais do seu filho, porém, não tem condições financeiras para arcar com a obra.

Elisabeth está morando em uma kitnet paga com recursos de amigos e vive com ajuda da comunidade. Nessa segunda-feira, 6, ela disse em entrevista ao A VOZ DA CIDADE que teria que buscar outro lugar para morar.

A mãe de Daniel contou que teve que sair de sua casa porque está com problemas estruturais, o telhado precisa ser trocado devido risco de queda, precisa incluir o banheiro para dentro de casa, já que hoje fica ao lado externo do ambiente. A situação se agrava ainda em dias chuvosos.

Daniel nasceu prematuro, no dia 7 de maio de 2021, na Associação de Proteção a Maternidade e Infância de Resende (APMIR), onde ficou alguns dias e precisou ser transferido para o hospital Santa Maria em Barra Mansa. Lá, ficou internado até o dia 5 de outubro. Após a alta, precisou novamente ser internado na UTI Neo Natal do Samer, em Resende, permanecendo por uma semana. Entre as internações, Daniel precisou passar pelos procedimentos cirúrgicos de colostomia, exteriorização do cólon para a eliminação de fezes e gases e pela gastrostomia, inclusão de uma sonda no estômago para alimentação.

Recentemente, a criança precisou ser internada com pneumonia que se recuperou e retornou para a casa.

A vaquinha  foi uma iniciativa do grupo ‘O bem sem olhar a quem’, sem fins lucrativos, que resolveu buscar ajuda para a família.

Serão necessárias algumas reformas internas da casa // FOTO: Divulgação

A ação foi iniciada em novembro com o intuito de conseguir R$ 14 mil para a reforma e em um mês, 26 pessoas ajudaram, totalizando R$ 2.570, menos de 20% da meta.

O telhado precisa ser trocado devido risco de queda // FOTO: Divulgação

O link para ajudar é: http://vaka.me/2509162?utm_campaign=whatsapp&utm_medium=website&utm_content=2509162&utm_source=social-shares.

O telefone de contato de Elisabeth é (24) 99833-8761.