GAABM realiza caminhada em alusão ao Dia Nacional da Adoção

0

BARRA MANSA

Em alusão ao Dia Nacional da Adoção, o Grupo de Apoio à Adoção de Barra Mansa (GAABM) realizou neste sábado a 3ª caminhada em conscientização sobre o ato. Na ocasião, foram realizadas diversas ações na Praça da Matriz, que contou com o apoio da prefeitura e de comerciantes locais que ajudaram na premiação do concurso de redação. Além disso, estiveram presentes as equipes do Doutoraço do Riso, Coração Solidário, Conectando Sorrisos.

De acordo com a coordenadora do GAABM Marcília Arantes, o evento é um grande movimento de conscientização. “Adotar é dar amor, carinho, é salvar. A data celebra e mobiliza a comunidade sobre a importância do ato”, de acordo com ela, em todo o Brasil há entre nove e 10 mil crianças para serem adotadas, destas, 68% tem mais de sete anos, ou seja, idade com mais dificuldade para serem adotadas.

Marcília destaca que o grupo funciona todo quarto sábado do mês na Igreja Matriz, a partir das 16 horas. “O grupo nasceu da necessidade de informar sobre a adoção, ajudar pais interessados e prestar auxilio para quem já adotou seu filho”, explica, informando que qualquer pessoa pode participar do grupo. Interessados podem entrar em contato com Marcília através do telefone (24) 99307-2249.

Presente no evento, o vereador Jefferson Mamede (PSC), que é autor do projeto de lei que institui o Dia da Adoção (25 de maio), no calendário oficial do município. “O PL está em tramitação na Câmara e determinada a criação da Semana sobre Conscientização à Adoção nas Escolas, inserindo atividades como palestras e concurso de redação. Fiz o projeto de lei sobre adoção por entender que esse é um tema que merece evidência, e conscientize a criança de hoje, quando adulta, tenha em mente a importância do ato, assim, teremos uma sociedade que compreenderá a adoção de forma mais ampla, menos preconceito, mais naturalidade, e com certeza, com mais amor”, aponta Mamede.

CONCURSO DE REDAÇÃO

Cerca de 180 alunos do Colégio Estadual Municipalizado Leonel de Moura Brizola, localizado no bairro Vista Alegre participaram do concurso de redação sobre o tema. De acordo com o diretor, Douglas Dionízio Neves Pereira Moraes, o concurso além de incentivar a escrita, vem para incentivar e a conscientizar os alunos. “Crianças adotadas foram até a escola junto com o GAABM, conversaram com nossos alunos, então, pudemos perceber um interesse maior deles sobre o tema. Alguns já até mesmo falaram que quando forem adultos irão adotar, muitos já estão realizando campanhas em redes sociais, querem ir ao abrigo interagir mais com as crianças de lá”, destaca o diretor.

‘Mamãe nasceu’

A dona de casa Célia Regina de Oliveira Bernardo, engravidou de gêmeos, mas, infelizmente, a gravidez não seguiu adiante. Por conta disso, não pode ter filhos biológicos e realizou o seu sonho de ser mãe através da adoção. “Eu e meu marido entramos na fila de adoção e encontramos nossas filhas em São Paulo. A principio adotaríamos apenas uma, mas quando soubemos que eram irmãs ficamos com as duas. Lembro perfeitamente da Helloysa dizendo para assistente social ‘Mamãe nasceu’, é emocionante. Adotar é isso é amor, carinho”, destaca Célia, ao lado do marido Luciano, são pais de Helloysa e Marta, hoje com sete e seis anos.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !