Furtado solicita intensificação de patrulhamento em áreas comerciais de Volta Redonda e Barra Mansa

0

BARRA MANSA/VOLTA REDONDA

O deputado federal Delegado Antonio Furtado esteve nesta quinta-feira, dia 30, no 28º BPM (Batalhão de Polícia Militar) para uma reunião com o comandante da unidade, coronel Ronaldo Martins da Silva. Preocupado com a ocorrência de furtos em Volta Redonda e Barra Mansa, o deputado solicitou que o patrulhamento ostensivo seja reforçado nas áreas comerciais das cidades.

Furtado aproveitou o encontro para falar sobre o aumento dos homicídios nos dois municípios. O comandante afirmou que a Polícia Militar está colaborando para a elucidação dos casos junto à Polícia Civil e que, também, intensificará as ações com foco nos centros comerciais para coibir os furtos.

Para o coronel, a incidência dos pequenos delitos contra o patrimônio está diretamente ligada ao aumento do consumo de crack. Segundo ele, diversos usuários cometem crimes para sustentar o vício. “Percebo que, em relação aos furtos, o maior vilão é o consumo do crack. É a forma que os usuários acham para comprar a droga. A situação apontada já vem sendo mapeada. Os pontos de maior risco estão sendo identificados, para que possamos agir de maneira eficaz. Estamos trabalhando para garantir a segurança da população”, disse o comandante.

Furtado explicou que o crack é um entorpecente derivado da cocaína e que, um dos principais fatores responsáveis pela inserção da droga em cidades do interior, é a sua capacidade de causar dependência ainda nas primeiras experiências de uso. Além disso, o deputado acrescentou que o baixo custo do crack também é um atrativo para que o aumento do consumo seja registrado. “No entanto, o número de pedras fumadas por dia é alto, o que acaba potencializando o custo da manutenção do vício. É aí que a necessidade de obter recursos aparece e se manifesta em forma de ações criminosas. Geralmente, viciados em crack perdem o convívio social com o passar do tempo. Isolam-se de amigos e familiares, buscando proximidade do local onde é mais fácil encontrar a droga. Como os efeitos duram em média de 5 a 10 minutos, acabam rapidamente, e a vontade de reproduzir novamente a sensação de euforia volta. É por isso que os usuários dessa droga acabam ficando na rua. É um problema social sim, mas também é um cenário que deve ser coibido pelas forças de segurança. Não podemos permitir que a população viva de forma insegura diante desses crimes”, frisou.

O deputado afirmou que a conscientização é fundamental para evitar que crianças, adolescentes e jovens tenham contato com as drogas. Com uma experiência de mais de 10 anos como delegado, Furtado é idealizador da palestra “A vida vale mais”. O parlamentar percorre diversos municípios, falando sobre o tema, orientando a respeito dos riscos, esclarecendo dúvidas e contando casos reais dos impactos do vício. “Já vi muitas vidas sendo destruídas por causa das drogas. Trilhar esse caminho é não ter a certeza do retorno. Pode ser uma escolha sem volta, com consequências permanentes. Conscientizar é a melhor forma de salvar vidas. Tenho muito orgulho dessa iniciativa, pois sei que a mensagem que levo a tantas pessoas pode prevenir e alertar. Afinal, a vida sem drogas vale muito mais”, concluiu o deputado.