Frente parlamentar pela defesa dos profissionais da segurança é proposta por Antonio Furtado  

0

SUL FLUMINENSE/BRASÍLIA

O deputado federal Delegado Antonio Furtado (PSL) está encabeçando uma luta na Câmara Federal. Ele propôs a criação de uma frente parlamentar pela defesa e valorização dos profissionais de segurança pública e privada. O deputado já iniciou o trabalho para recolhimento de assinaturas para que a proposta seja aceita. Segundo ele, ao propor a frente cumprirá uma das suas propostas de campanha, que é a de trabalhar para fortalecer a segurança no Estado do Rio de Janeiro.

Não adianta culpar os profissionais de segurança pelo problema da violência no país. Muitas vezes os policiais não possuem o mínimo necessário para desenvolverem bem o seu trabalho. É necessário que a gente repense a segurança para dar a esses profissionais condições de trabalho para que tenham equilíbrio e motivação na defesa da sociedade”, explicou o parlamentar, lembrando que para que a frente seja aprovada é preciso o número mínimo de 198 parlamentares a favor. Em menos de uma semana de conversas, já foram recolhidas mais de 50 assinaturas.

Furtado destacou que está confiante para conseguir o número de assinaturas necessário para aprovação da frente. Segundo o deputado federal, o assunto segurança pública e privada precisa ser tratado com urgência. “A população não aguenta mais tanta insegurança e violência nas cidades”, apontou o deputado federal.

Delegado Antonio Furtado defende ainda, além da criação de um piso salarial nacional para as forças de segurança (incluindo guardas municipais, Corpo de bombeiros, Seap e Degase), a implantação de polícias preventivas para evitar o crescimento do número de usuários de drogas e sua transformação em traficantes; leis que limitem a soltura de presos perigosos, retardando a progressão dos regimes prisionais; e a promoção de trabalho e de capacitação profissional para detentos no interior dos presídios a fim de que sejam ressocializados e paguem por suas despesas na cadeia.

 

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !