Fórum pede manutenção de incentivos fiscais do Estado

0

VOLTA REDONDA

Os membros do Fórum Permanente das Entidades Representativas de Volta Redonda realizaram nesta segunda-feira, 15, no auditório do Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR) nova reunião onde discutiram a manutenção dos incentivos fiscais para empresas fluminenses. A organização propôs a criação de um movimento para sensibilizar o Governo do Estado sobre os incentivos fiscais.

A preocupação do Fórum surgiu depois que o secretário estadual de Fazenda, Luiz Cláudio de Carvalho, anunciou em encontros com empresários que o governo vai revogar diferentes leis de incentivos fiscais. “Estamos preocupados, pois muitas empresas se instalaram na região por causa desses benefícios. Agora, com a possibilidade dessas revogações, algumas firmas já começaram a fechar as portas. Temos o conhecimento de que somente uma demitiu 160 funcionários”, disse o secretário do Fórum, Evandro Queiroz.

Diante dessa realidade, Evandro alerta que as expectativas para o desenvolvimento das empresas não são positivas. “O corte dos incentivos fiscais vai promover uma reação em cadeia. Serão centenas de colaboradores nas ruas e empresas fechadas”. O mesmo movimento visa, ainda, sensibilizar o governo estadual sobre a importância da redução na alíquota do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) no Rio de Janeiro. No Rio de Janeiro a taxa é de 20% enquanto estados vizinhos 12%. “Temos a maior taxa da Federação. Como representantes de entidades de classe de Volta Redonda, precisamos unir forças e fazer chegar ao secretário estadual de Fazenda os nossos anseios, mostrando o quanto este tributo pode prejudicar o crescimento econômico no interior do estado”.

Para iniciar o movimento, representantes do Fórum farão um levantamento minucioso de dados sobre os tributos pagos ao Estado. Eles entendem que é preciso reunir informações para montar um trabalho bem fundamentado, com números das cidades da região, o que poderá favorecer a união das entidades da região perante o secretário estadual de Fazenda.

O diretor da Aciap-VR (Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Volta Redonda), Marcelo Reis, destacou que a alíquota reduzida pode até aumentar a contribuição das empresas. “Por meio de um estudo técnico, podemos fazer o governo entender que, se ele praticar uma taxa viável, certamente a arrecadação do Estado vai aumentar”. Além dos incentivos fiscais e da redução na alíquota do ICMS, a reunião do Fórum tratou de outros assuntos de interesse da classe empresarial, como emissão de alvarás definitivos, taxa de publicidade e transformação do feriado de Santo Antônio (13 de junho) em ponto facultativo. “Todas essas questões já foram pontuadas com o prefeito Samuca Silva e com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, em encontros anteriores. Agora, aguardamos do governo municipal uma posição definitiva sobre as demandas apresentadas pelo Fórum”, explicou Evandro Queiroz.

O diretor do Sicomércio-VR, José Corrêa Neto, foi o anfitrião do encontro e colocou a entidade à disposição do Fórum. “O Sicomércio está de portas abertas para receber as reuniões do Fórum. Estaremos unidos em prol dos interesses da classe empresarial do município. E certamente apoiaremos esse importante movimento”, afirmou o diretor.

ENTIDADES

Formado pelo Metalsul, Sinduscon-SF, Aciap-VR, Aescon-VR, Sicomércio-VR, CDL-VR, Sipacon, Sinepe e Aciclica, o Fórum Permanente das Entidades Representativas de Volta Redonda atua há 4 anos, tendo como principal missão promover debates de assuntos que envolvem as empresas em suas rotinas administrativas, econômicas e tributárias.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !