Força tarefa é iniciada para retirar pessoas das ruas de Volta Redonda  

0

Com a chegada do inverno, são iniciadas as campanhas de ajuda aos moradores em situação de rua. São grupos de amigos, empresas ou famílias que se juntam para a doação de roupas de frio, cobertores, além de sopas e chás nas noites frias. Neste ano, em Volta Redonda, além dessas doações já está sendo realizado um trabalho de força tarefa para retirar essas pessoas das ruas da cidade.

Formada pela Guarda Municipal (GMVR) e equipes da Secretaria Municipal de Ação Comunitária (Smac) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI), uma das ações já retirou várias de pessoas que vinham vivendo nas ruas da cidade, como embaixo da Ponte Dom Waldyr Calheiros, que liga os bairros Aterrado e Aero Clube.

Durante a força tarefa, homens e mulheres foram orientados a procurar os programas oferecidos pela Smac de Volta Redonda, entre eles o Abrigo Municipal e o Centro Pop, no Aterrado. De acordo com o secretário Municipal de Ação Comunitária, Marcus Vinícius Convençal, são projetos que atendem pessoas em situação de rua, oferecendo todo o suporte necessário para um ser humano.  Disse ainda que na primeira ação não houve resistência dos localizados. “Antes da abordagem dessas pessoas foi feito um trabalho com a equipe da assistência social, para conscientizá-los da necessidade de sair do local até mesmo para preservar a saúde deles”, informou.

Como essas pessoas passam as noites frias nas ruas, acabam se embriagando e muitas delas usando outros tipos de drogas. E isso tem incomodado as pessoas que passam pelas localidades onde há aglomeração desses moradores em situação de rua, como embaixo de viadutos, nas praças, principalmente na da prefeitura, no Aterrado, e na praça do Chaminé, também no mesmo bairro. Há muito tempo, populares têm se queixado da presença freqüente dessas pessoas nessas localidades não pela ocupação do espaço, mas pelo fato da ingestão de bebidas alcoólicas e drogas.

Como na primeira ação, embaixo do da Ponte Dom Waldyr Calheiros, nos locais de onde os grupos são retirados, equipe da SMI retira os entulhos dos locais e faz a limpeza com jato de água, já que são muitos amontoados. Conforme informou o secretário as SMI, Toninho Orestes, na próxima semana um muro começará a ser construído no local da primeira força tarefa para evitar que novos grupos ocupem o espaço.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !