Famílias da Nova Conquista devem atualizar cadastro no Iterj para receber título de posse em Itatiaia

0

ITATIAIA

A Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Itatiaia está convocando os moradores do bairro Nova Conquista que ainda não fizeram a atualização do cadastro, para  atualizarem os dados e receber o título de posse de suas propriedades. O procedimento é uma exigência do Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Rio de Janeiro (Iterj). São ao menos 260 famílias que ainda não receberam os títulos e têm que atualizar os dados.

Segundo o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, João Alberto de Oliveira, nos dias 12 e 13 de abril, a partir das 10 horas, uma equipe do Iterj vai atender os moradores na sede da Associação de Moradores do Campo Alegre, situada na Rua Napoleão Duarte. “É muito importante que as famílias compareçam para que sejam atualizados os cadastros. Quero reforçar que é a última vez que a equipe  do Iterj estará na cidade para resolver esse assunto da Nova conquista, por isso é fundamental a presença de todos”, informa João Alberto.

Os moradores receberam os títulos em 2017 e outros precisam concluir a atualização de dados com o Iterj

A atualização é simples, basta o morador apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de residência. O processo de regularização fundiária está previsto para ser concluído em julho, com a entrega do título de posse.

ESPERA DE 15 ANOS

Depois de 15 anos de espera, 352 famílias da Nova Conquista receberam seus títulos de posse. Os documentos foram entregues pela Prefeitura de Itatiaia, por meio do Iterj, em dezembro de 2017.  O prefeito, Eduardo Guedes (MDB), afirmou que a conclusão do processo de regularização fundiária da localidade garante o direito social à moradia digna e condições de vida adequadas aos moradores. “Acredito e confio no trabalho do governo, dos vereadores. Vamos ter uma nova realidade não só para a Nova Conquista, mas para toda Itatiaia’, disse o prefeito.

Já a presidente do Iterj, Elisabeth Mayumi Sone, explicou que foram entregues 352 títulos e no total são 560 famílias. “Nós vamos de porta em porta para termos certeza de que as famílias estão morando no local. Na segunda etapa, faremos o cadastramento, topografia e a entrega dos títulos”, argumentou.