Estudantes e professores participam de projeto piloto de Educação Ambiental em Resende

0

RESENDE

A Secretaria de Educação do município em parceria com o Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP) dão início, nesta quarta-feira, de um projeto piloto de educação ambiental. Cinquenta e oito alunos e vinte professores da Escola Municipal Noel de Carvalho vão participar do projeto CEIVAP nas Escolas. A ação oferece oficinas de educação ambiental, teatro e contação de histórias para os alunos, além de capacitar os educadores, que recebem materiais especializados para serem trabalhados em sala de aula.

De acordo com os responsáveis pela ação, cujas atividades serão realizadas no Colégio de Aplicação, no bairro Campo de Aviação. O evento tem como principal objetivo apoiar educadores e escolas, na missão de formar cidadãos conscientes sobre a importância de seus papéis individuais e coletivos no processo de preservação da água. Para isso, a oficina “A água e a vida” será oferecida para os alunos da Escola Municipal Noel de Carvalho, que têm entre seis e 17 anos. Para facilitar o acesso dos estudantes e garantir a sua segurança, a secretaria de Educação, em parceria com o CEIVAP, se responsabilizará pelo deslocamento dos alunos e professores até o local das oficinas, que terão início às 7h30min.

O CEIVAP nas Escolas será oficialmente lançado em 2019, mas o ano de 2018 está sendo utilizado para testar e avaliar as oficinas em cada um dos cinco municípios beneficiados pelo projeto.

A secretária de Educação, Rosa Frech, explica que o projeto contemplou cada município participante com oficinas voltadas para duas escolas, sendo uma da rede particular e uma da rede pública que, no caso foi a Escola Noel de Carvalho. “Estamos felizes em participar de um projeto importante como este e que tem como foco o cuidado com a natureza, que é fundamental para o futuro de nossas crianças e jovens. Na rede municipal teremos apenas uma unidade beneficiada, mas vamos absorver o máximo de conhecimento possível, para disseminar e sensibilizar outros estudantes e professores sobre o assunto”, disse a secretária.

error: Conteúdo protegido !