Estação Cidadania é reaberta com atividades sociais, culturais e esportivas

0

VOLTA REDONDA

A Estação Cidadania, antiga praça CEU, foi reaberta neste sábado, dia 15, no bairro Vila Rica/Tiradentes. O prédio de quatro andares passou por revitalização e conta com biblioteca, cine teatro, salas de oficinas e informática, pista de skate e outros espaços para convivência.

Na cerimônia de reabertura estiveram presentes os secretários municipais de Ação Comunitária, Munir Francisco; Cultura, Anderson de Souza e de Esporte e Lazer, Rose Vilela. Representando o prefeito Antônio Francisco Neto, o assessor especial do governo, Deley de Oliveira; o secretário municipal de Fazenda, Erick Higino; além da coordenadora da Juventude de Volta Redonda, Larissa Garcez; o coordenador da Estação Cidadania, Cícero Balbi; o vereador Paulinho AP e o presidente da Associação de Moradores do bairro Vila Rica, Milton Pereira.

A Estação Cidadania, com nova denominação pelo Governo Federal, é um espaço de articulação, que envolve o trabalho das secretarias municipais de Ação Comunitária (Smac), Cultura (SMC) e Esporte e Lazer (Smel).

Para funcionar, o projeto Estação Cidadania vai obedecer a todas as normas de prevenção à Covid-19, com o uso obrigatório de máscara durante toda a permanência no local, aferição da temperatura dos participantes, distanciamento entre cadeiras e mesas nas aulas e oficinas e também a disponibilização de álcool 70% em todos os ambientes para a higienização das mãos. A Estação Cidadania vai funcionar de 8 às 22 horas.

No local há o Centro de Referência à Assistência Social (CRAS) Sylvio de Freitas Martins, que volta a oferecer diversos serviços da assistência social, além de aulas gratuitas de violão e oficinas de artesanato e manicure. As inscrições serão abertas nesta segunda-feira, dia 17, no CRAS, que funcionará de 8 às 17 horas. A Estação Cidadania também abriga um telecentro com ações e aulas dirigidas à inclusão digital.

O CRAS irá atender aos moradores dos bairros: Vila Rica, Jardim Tiradentes, Jardim Belvedere, Casa de Pedra, Siderópolis e Jardim Esperança.

O secretário municipal de Ação Comunitária, Munir Francisco, destacou o trabalho em conjunto com as secretarias de Cultura, Esporte e Lazer na reabertura da Estação Cidadania. Munir também prestou uma homenagem aos assistentes sociais. “Hoje é o dia do assistente social e quero parabenizar a todos esses profissionais que fazem a diferença na vida de milhares de famílias. Quero destacar também o trabalho de toda a minha equipe. Nós quando assumimos o governo neste ano encontramos todos os CRAS fechados, sendo que havia 35 CRAS na cidade. Em cinco meses, já reabrimos 17 CRAS em diversos bairros de Volta Redonda e até o final de julho iremos reabrir outros sete, totalizando 24. Mas o nosso objetivo é ter todos os 35 CRAS existes funcionando ainda neste ano, esse é um dos meus compromissos com a população. Estamos reconstruindo a cidade e o trabalho da assistência social no município”, disse o secretário.

Serão oferecidos à população biblioteca, cine teatro, aulas de violão, dança, Yoga, oficinas de artesanato, manicure, inclusão digital-Divulgação PMVR

OFICINAS DE CULTURA E DE ESPORTES

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) vai oferecer gratuitamente na Estação Cidadania oficinas de teatro, canto, dança, violão e fotografia, além da biblioteca e atividades culturais no cine teatro. O início das atividades será divulgada nas redes sociais.

O secretário de Cultura, Anderson de Souza, comentou que o objetivo é fomentar a cultura popular e levar arte para todos os bairros da cidade. “A Secretaria Municipal de Cultura vai priorizar a cultura popular. Iremos realizar ações em todos os bairros da cidade, sobretudo nas periferias”, falou Anderson.

Já a secretária municipal de Esporte e Lazer, Rose Vilela, comentou que serão oferecidas aulas gratuitas de dança de salão, yoga, expressão corporal, educa jogos (cultura Greek). “Quero agradecer a toda a minha equipe que segue empenhada em prol da população. Nesse espaço iremos oferecer várias atividades como, por exemplo, dança de salão, sendo que os participantes vão segurar um bastão nas aulas para não se aproximarem,  respeitando todas as regras de segurança à Covid-19”, disse a secretária.

error: Conteúdo protegido !