Espetáculo consagrado pela crítica é apresentado no Sesc

0

BARRA MANSA

Como dar cor e brilho a um mundo em preto e branco? É isso que o público infantil aprenderá durante a peça ‘Zigg & Zogg- A mosca e os jornais’, que acontece no domingo, a partir das 15 horas no Sesc. A classificação é livre e a entrada é franca.

Os dois personagens confusos e perdidos entre pilhas de jornais velhos, em um ambiente onde não há presença de cores, descobrem através da criatividade e da imaginação, como transformar os jornais em bonecos, objetos, flores, pássaros, peixes e brinquedos, e a partir daí, transformam também o ambiente onde vivem trazendo cor e alegria às suas vidas.
O espetáculo, com duração de 50 minutos, não possui uma faixa etária específica: para os pequeninos tem um visual instigante, para os mais ‘crescidinhos’ uma mensagem profunda. De bebês a adultos, todos ficam atentos e se divertem.

O espetáculo não tem falas. Trata-se de um trabalho gestual que utiliza os recursos da pantomima, do clown, com interferências das artes plásticas, música, dança contemporânea, ilusionismo, animação de objetos, e linguagem do teatro de imagens com gestos típicos dos desenhos animados.

Pontuada por uma trilha sonora composta por músicas experimentais e clássicos de Schubert, Bach, Tchaikovsky, entre outros, a peça é encenada seguindo a linguagem dos cartoons e traz referências das antigas comédias do cinema mudo, como  O Gordo e o Magro e Charlie Chaplin.

ESPETÁCULO CONSAGRADO

‘Zigg & Zogg- A mosca e os jornais’, da Cia.2 de teatro,  estreou, em 2003, em Santiago do Chile, onde recebeu o prêmio de melhor espetáculo infanto-juvenil no Ëntepola¨, e desde então, desenvolveu uma carreira Internacional com grande êxito por diversos países: Argentina, Peru, México, Tunísia, Turquia, Colômbia e Venezuela, além de festivais pelo Brasil.

A peça já foi encenada em teatros do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, no exterior e ser escolhido como teatro referência para crianças pela Secretaria de Educação de São Paulo. Foi palco do Teatro Sesi Rio (2005), na Casa de Cultura Laura Alvim (2011 e 2018), Theatro Net Rio (2011), Teatro Maria Clara Machado (2017) e Lonas e Arenas Culturais do Rio(2014).

Quando apresentou na Casa de Cultura Laura Alvim em 2012, foi indicado entre os cinco melhores espetáculos pela Revista Veja Rio e em terceiro pelo site Rio no Teatro.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !