Espaços públicos de Resende poderão receber pisos de pneus reciclados

0

RESENDE

Pisos confeccionados a partir de borracha de pneus reciclados poderão ser utilizados em espaços públicos do município. Esta é a proposta do vereador Jorge Luís Pinto Ferreira, o Jorginho (PL) que sugeriu que a prefeitura faça um estudo de viabilidade para utilizar pisos feitos de pneus reciclados. Em outra indicação, o parlamentar solicitou a Prefeitura que as gestantes participem de treinamento durante o pré- natal sobre procedimentos de primeiros socorros em caso de engasgamento e aspiração de corpo estranho por recém-nascidos e criança.

Segundo o vereador Jorginho, a alternativa visa promover a destinação ecologicamente correta desse material e ainda proporcionar benefícios para a população. “Como sabemos, os pneus quando descartados demoram até 600 anos para se decompor e, consequentemente, a sua reutilização se apresenta como uma alternativa sustentável. Sendo assim, a utilização desses pisos em espaços públicos promoveria benefícios para os cidadãos. Observado que, caso a Administração Municipal verifique sua viabilidade, a utilização de pneus reciclados contribuiria significativamente para diminuição dos impactos no meio ambiente”, explicou o parlamentar, acrescentando que existem algumas tecnologias desenvolvidas para transformação de pneus usados em pisos de durabilidade e qualidade. “Dentre elas, não quebrar nem apresentar lascas com o passar do tempo; absorver e escoar a água da chuva; diminuir o impacto da caminhada dos pedestres; e amortecer em caso de queda”, destacou.

CURSO PARA EVITAR ENGASGAMENTO E ASPIRAÇÕES DE CORPO ESTRANHO

As gestantes no município poderão participar de cursos durante o pré- natal sobre procedimentos de primeiros socorros em caso de engasgamento e aspiração de corpo estranho por recém-nascidos e criança. O vereador Jorginho solicitou que a prefeitura implante este treinamento para as gestantes. “Sustos com engasgamentos são frequentes em recém-nascidos e causam grandes preocupações para as mamães. A intenção dessas palestras é dar as orientações necessárias sobre as técnicas essenciais para prestar os primeiros socorros para evitar os casos de asfixia ou a passagem de alimento para o sistema respiratório”, disse o parlamentar, lembrando que as mamães estariam aptas a realizar os procedimentos do primeiro atendimento à criança nas situações de emergência domiciliar. “Embasado neste treinamento prévio, as mamães poderiam executar  os protocolos até

error: Conteúdo protegido !