Enterrado corpo do empresário Féres Nader

0

Feres Nader, que era natural de Bananal (SP), foi professor, advogado, deputado federal e prefeito de Barra Mansa – Divulgação

BARRA MANSA

“Meu pai deixa um grande legado não só para mim, mas para toda a nossa família. Um homem íntegro, bom, generoso e que gostava de ajudar ao próximo. Nunca conheci uma pessoa com o coração tão bom e tão humana quanto ele, que deixa um vazio não só para a família, mas para toda a região, especialmente para o município de Barra Mansa”. A declaração dada para a reportagem do A VOZ DA CIDADE é de Carlos Frederico Teodoro Nader, de 52 anos, um dos cinco filhos de Féres Osrraia Nader; empresário e uma das figuras políticas mais influentes da região. Ele morreu por volta das 4 horas desta sexta-feira (29) na Santa Casa de Misericórdia, por conta de uma insuficiência respiratória. Féres, que tinha 78 anos, lutava há 15 contra um câncer, mas se mantinha forte e lúcido durante todo o tratamento, vindo a piorar há cerca de dois meses, segundo o filho.

Féres foi um dos maiores empreendedores de comunicação do Sul Fluminense. Ele foi dono da extinta TV Sul Fluminense e das Rádios Cidade do Aço, em Volta Redonda; Sociedade, Sul Fluminense AM e FM, em Barra Mansa; Califórnia, em Barra do Piraí. Féres Nader também era um dos sócios do Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), onde foi velado. O sepultamento aconteceu às 16h30min desta sexta-feira, no Cemitério Municipal de Barra Mansa.

Além de empresário, Féres Nader, que era natural de Bananal, no interior de São Paulo, foi professor, advogado e político, tendo integrado a Constituinte de 1988 como deputado federal eleito pelo PTB, e ainda foi prefeito de Barra Mansa. Atualmente estava casado com Elismar de Carvalho Ramos Nader. Ele deixa nove netos e cinco filhos: Féres Osrraia Nader Júnior, Carlos Nader, Thomaz Nader, Mariana Nader e Ana Carolina Nader. Seu primeiro casamento foi com Eny Theodoro Nader, falecida em 2010. “Meu pai foi o homem que foi pela companheira que ele teve ao longo de toda sua vida. Foi quem sempre lhe deu força e esteve ao seu lado, inclusive quando descobriu a doença, há 15 anos”, disse o filho, Carlos, durante o velório.

O prefeito Rodrigo Drable (MDB), decretou luto oficial de três dias, pelo falecimento do empresário. “Foi com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento do ex-prefeito de Barra Mansa, Féres Nader. Sem dúvida nenhuma, a região perde um grande empresário, que deixou suas marcas na fundação da antiga Sobeu, hoje Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), e do Sistema Sul Fluminense de Comunicação. Féres Nader também se despontou com deputado da Constituinte de 1988. Neste momento de dor, ofereço minhas condolências e peço que Deus dê conforto a toda família”, disse Rodrigo Drable.

Centenas de pessoas se despedem 
Com a presença de centenas de pessoas, foi enterrado na tarde desta sexta-feira o corpo do ex-prefeito e ex-deputado federal Féres Nader. Amigos, familiares, ex-funcionários, funcionários e muitos moradores da cidade foram até o Cemitério Municipal prestar suas últimas homenagens ao empresário que era muito conhecido pelo empreendedorismo e também por seu lado humano.

Comoção popular tomou conta do enterro do corpo de Féres Nader – Foto: Fábio Guimas

O técnico em informática do Sistema Sul Fluminense, Joel Aguiar, contou que há 17 anos trabalhava para o Dr. Féres, como assim o chamava, e elogiou o patrão. “Ele era uma pessoa diferenciada. O que ele tinha era palavra, cumpria o que prometia. Fora que ele era uma pessoa muito humana, que não media esforços para ajudar o próximo. Já vi um rapaz ir até a rádio para pedir R$ 100 para poder ir a São Paulo fazer um exame médico e o Dr. Féres lhe deu R$200. Na época, o rapaz ainda falou: ‘Mas Sr. Féres é só R$100’ e ele respondeu: ‘R$ 100 para a passagem e mais R$ 100 para você poder comer alguma coisa por lá’. Então isso é uma coisa que eu guardo dele. Esse caráter”, afirmou.

O amigo e missionário Sidnei Honório Braga contou como Féres Nader foi importante na vida dele. “O Dr. Féres pra mim foi um pai, um irmão, um tio, um amigo. Tudo. Era uma pessoa amiga, que gostava de dar conselhos. Sempre trabalhei com ele, nas campanhas para deputado. Quando conheci ele, tinha uns 10 anos e hoje estamos chocados com a morte dele. Com certeza é uma perda irreparável para Barra Mansa e também para toda a região, assim como para o país”, lamentou.

O filho de Féres Osrraia Nader Júnior, o Junior Nader, lembrou a trajetória do pai. “Ele foi uma pessoa que conquistou tudo trabalhando, então ele não diferenciava ninguém, era muito simples. Até os últimos dias ele estava lúcido, apenas tinha dificuldade para falar, mas entendia tudo, se comunicava por gestos… Gostaria de agradecer o carinho das pessoas neste momento que ameniza a dor da perda”, comentou.

Além de empreendedor e empresário, Féres Nader foi uma forte figura política, principalmente em Barra Mansa. E durante o enterro, alguns vereadores estiveram presentes. O vereador Marquinho Pitombeira (PSDB) foi um deles que também lamentou a morte de Nader.

“É uma perda lamentável para Barra Mansa, a cidade realmente está de luto. Foi um homem visionário que promoveu o desenvolvimento da nossa cidade através dos meios de comunicação, da nossa universidade. Se não fosse ele nós não teríamos um centro universitário em nosso município. Apesar de não ser mais político, Dr. Féres era muito respeitado e tinha muito prestígio político e era muito presente na vida pública, sempre pensando no bem das pessoas e de Barra Mansa. E eu vim aqui como amigo da família, do Thomaz, do Carlinhos, então é um momento de dor que nós compartilhamos com eles e com toda uma cidade”, disse o parlamentar.

Vida e obra de Féres Osrraia Nader
Féres Nader era natural de Bananal, em São Paulo, e veio para Barra Mansa aos 12 anos. Na época, ele estudava à noite e trabalhava como vendedor de verduras. Foi assim por alguns anos. Após algum tempo, começou a trabalhar na Casa Flórida, o primeiro emprego fixo que teve. Logo depois foi trabalhar na Companhia Telefônica Brasileira, antiga Telerj, como examinador de linhas. Em 1958 foi para o banco de Santa Catarina e, através de concurso, passou para o Banco do Brasil, em 1962. Foi no Banco do Brasil que ele se aposentou.

Féres Nader foi também líder estudantil e presidente da União Barra-mansense dos Estudantes e, logo depois, prefeito de Barra Mansa. Ele foi eleito ainda deputado federal em 1986 e participou da Constituinte de 88.

Em entrevista dada ao A VOZ DA CIDADE em 2015, ele falou sobre o amor que tinha por Barra Mansa. “Dediquei-me de corpo e alma na gestão de Barra Mansa. Revolucionei o ensino ginásio que antes atendia mil alunos e levei para 12 mil. Criei o pronto-socorro municipal que, na época, era revolucionário e trouxe grandes obras para o município”, explicou, na ocasião, Féres.

Pouco antes de ser eleito prefeito, reeleito para mais quatro anos, Féres Nader idealizou a primeira faculdade de Direito do Estado do Rio de Janeiro. Logo depois fundou a Sobeu, que hoje é mantenedora do Centro Universitário de Barra Mansa (UBM). Ele publicou ainda cinco livros de discurso e atividades parlamentares.

Em 1970, criou o Sistema Sul Fluminense Comunicação, que era composto por seis emissoras de rádio e a TV. Nesse intervalo Féres foi do Conselho Administrativo da Defesa Econômica, responsável por coibir o abuso do poder econômico. Foi ainda presidente da Associação dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro.

“Fui muito bem recebido e amo Barra Mansa, que é praticamente minha cidade natal. Acolheu-me com muito carinho. Eu sempre ressalto o amor que tenho por essa terra e a gratidão ao povo”, frisou Féres Nader, em uma das últimas entrevistas cedidas ao A VOZ DA CIDADE.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !