Encontro busca soluções para fomentar Cultura Italiana em Porto Real

0

PORTO REAL

Com o objetivo de fomentar a Cultura Italiana no município, mesmo no período da pandemia da Covid-19, o prefeito Alexandre Serfiotis (PSD) esteve reunido, na semana passada, com o presidente da Associação Vittorio Emanuele II, Paulo Henrique Marassi. No encontro, que aconteceu no Horto Municipal, foram debatidas propostas para valorizar a Cultura Italiana. Também participaram o secretário de Comunicação e Transparência, Felipe Nascimento; o diretor de Cultura, Marcello Stocco e o assessor de Cultura, Francisco de Assis; o vice-presidente da Associação, Ariosto Pederassi, além dos membros Luis Fernando da Silva de Aguiar; Humberto Ettore Neto e Mauro Cezar Avelar.

Durante a reunião o presidente da Associação, Paulo Henrique Marassi, apresentou ideias como a inclusão da Cultura Italiana na grade curricular e a criação de um espaço dedicado a cultura e aos descendentes, onde o artesanato, a culinária e as tradições possam ser valorizados. “Nosso objetivo é ter símbolos como prédios históricos e bustos em homenagem às figuras históricas da criação de Porto Real. Dessa forma, poderemos levar a Cultura Italiana aos nossos filhos, netos e aos turistas que visitam o nosso município”, disse Paulo Henrique.

Em resposta, Serfiotis falou sobre a realização de eventos mensais como jantares e almoços, onde serão respeitadas todas normas previstas nos Decretos Municipais. O chefe executivo também falou sobre a criação do Centro Gastronômico e o Mercado do Produtor. “Estes projetos que estão no papel, tornarão Porto Real uma referência, assim como outras cidades da região que valorizam a cultura dos seus colonizadores”, disse Alexandre.

Outra proposta de Serfiotis é criar ações através do Poder Legislativo e que possam valorizar a cultura italiana independente de quem esteja como chefe do Executivo, e até mesmo, à frente da Associação Vittorio Emanuele II. “Se não cuidarmos e fomentarmos a cultura, infelizmente, ela vai se apagando e pode cair no esquecimento. Por isso, estamos buscando leis para que a Cultura Italiana seja proeminente entre os nossos moradores”, destacou.

error: Conteúdo protegido !