Empresário fluminense está otimista com a economia dos próximos meses, aponta pesquisa da Firjan  

0

SUL FLUMINENSE

O Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense do mês de setembro, divulgado pela Firjan, aponta uma melhora na confiança do empresariado por conta da aprovação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. A pesquisa atingiu 57,7 pontos. Ela varia de zero a 100 pontos, com os resultados acima de 50 indicando melhora ou otimismo. Em contrapartida, os empresários deram uma avaliação negativa (49,9 pontos) devido a situação econômica estadual, mas estão otimistas quando avaliado o indicador de perspectivas para os próximos meses na economia brasileira, no estado e na própria empresa. O índice atingiu 61,5 pontos.

Segundo o vice-presidente da Firjan, Sérgio Duarte, que também é presidente do Conselho de Economia da Federação, a perspectiva em longo prazo é positiva, pois veem a disposição do governo em desburocratizar e melhorar o ambiente de negócios, a exemplo do avanço da reforma da Previdência e o início dos debates da reforma tributária. “A Lei da Liberdade Econômica também foi muito positiva para a iniciativa privada”, completou, avaliando a situação do estado. Segundo ele, o setor de petróleo e gás promete trazer bons resultados até o final do ano. “Entretanto, por ser o estado mais atingido pela crise, que ainda não conseguiu diminuir as taxas de desemprego e nem reajustar o caixa para fazer investimentos, a avaliação do cenário atual ainda é ruim”, ponderou Sérgio Duarte.

Os empresários estão ainda otimistas, segundo a pesquisa da Firjan, quanto a demanda por produtos, compra de matéria-prima, exportação e número de empregados. Um ponto ressaltado pela Firjan foi o fato de positividade quando a contratação de funcionários após seis meses no negativo. Esse índice ainda é tímido, de acordo com a pesquisa, diante da elevada ociosidade no processo produtivo.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !