Comissão Eleitoral decide anular novamente a eleição do Sindicato dos Servidores Públicos de Volta Redonda

0

Depois de um dia inteiro de votação para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Funcionários Públicos do Município (SFPMVR), os servidores públicos municipais foram novamente surpreendidos na noite desta terça-feira, 4, com o cancelamento da eleição. Como aconteceu em 15 de abril, quando o pleito foi anulado, três chapas participaram. Ataíde de Oliveira da Chapa 1 tentando a reeleição, Ronaldo Rodrigues da Chapa 2 e Luiz Fernando Pereira, Chapa 3. Segundo informou o assessor de marketing do Sindicato, Luiz Eduardo Gonçalves, ao A VOZ DA CIDADE, composta por quatro membros, a Comissão Eleitoral decidiu por unanimidade anular novamente a eleição.

Ainda de acordo com Luiz Eduardo, foi lançado em ata que houve uma intervenção do Ministério Público, que determinou que a Guarda Municipal retirasse as urnas dos locais de vocação, mas não falou nada de listagem. “Entenderam que houve uma intervenção indevida do empregador até porque a Guarda Municipal é subordinada ao município. Então eles anularam o processo eleitoral com anuência dos representantes das chapas 1 e 3. A Chapa 2 discordou da anulação”, informou o assessor Luiz Eduardo.

Lembrou ainda que em ata diz que mais de 50% dos votos foram comprometidos, pois faltou isenção sindical com a interferência de terceiros no pleito eleitoral. “Por esse motivo eles anularam a eleição e vão comunicar o juiz da causa, que instituiu a Comissão Eleitoral para decidir. Ficou registrado também em ata que vai procurar o Judiciário e que houve também problemas com lacre das urnas 2, 4 e 10, além de dificuldades de acesso dos mesários que trariam a listagem”, destacou, ressaltando que eles foram impedidos de saírem dos locais de votação e de entrarem no sindicato. “Tudo isso culminou no cancelamento da eleição e será informado ao juiz, vai deliberar sobre o tema”, concluiu.

DETIDO COM LISTAGENS

Logo após a votação, a Polícia Militar deteve um homem, que seria membro da Comissão Eleitoral, que tentava fugir com duas listagens de votação. A ocorrência foi registrada na sede da Prefeitura de Volta Redonda onde a urna estava.

A informação é de que o homem teria colocado duas listagens dentro do carro  e tentado fugir em seguida. No momento, membros da Chapa 2 acionaram a PM que deteve o suspeito. Ele foi levado para a 93ª Delegacia de Polícia (DP) e entregou a listagem para os PMs e em seguida foi devolvida aos responsáveis.

VOTAÇÃO

A votação aconteceu das 8 às 18 horas em vários pontos e, segundo os participantes, a eleição transcorreu tranquila, mas logo no início da votação os ânimos dos representantes de chapas esquentaram, já que várias denúncias foram surgindo. Conforme havia determinado o Ministério Público do Trabalho (MPT), a apuração dos votos deveria acontecer em local público. Portanto, a informação inicial era de que seria na Câmara de Vereadores, mas não foi. Os votos começaram a ser apurados na sede do próprio Sindicato, no Aterrado. Uma viatura da Polícia Militar e uma da Guarda Municipal permaneceram no local da apuração até o final dos trabalhos.

As urnas para a votação foram espalhadas em vários pontos para facilitar para os servidores sindicalizados aptos a votar, que estavam em serviço, como na sede do Sindicato, no Palácio 17 de Julho, na Guarda Municipal, Fundação Beatriz Gama (FBG), Hospital São João Batista (HSJB), sede do Saae-VR, Saae Belmonte, Saae Bela Vista, Garagem da Prefeitura e Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI).

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !