Educadores definem em assembleia pela continuação da meia paralisação

0

VOLTA REDONDA

Na terça-feira, 14, durante encontro com os educadores, o prefeito Samuca Silva (Podemos) apresentou algumas propostas, como o mesmo valor do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) pago ao Funcionalismo, além de atender algumas propostas levadas pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe-VR), e a manutenção de outros itens, entre eles a Ajuda Financeira para estudantes do Ensino Superior, a criação de grupo de trabalho para ver a questão do 1/3 e outros. Mas como a categoria não sentiu nada de concreto votaram, durante assembleia no mesmo dia, pela manutenção do estado de greve nas escolas, com meia paralisação durante a semana.

Durante a semana os profissionais da Educação promoveram manifestações, de manhã e a tarde, nos bairros Aterrado e Vila Santa Cecília. Nos dois horários, os profissionais, que decidiram permanecer com a meia paralisação nas atividades, pediram ao prefeito que cumpra com o prometido, pois eles só retornarão às atividades depois de serem atendidos. Vale lembrar que para o próximo dia 23, às 16 horas, está marcada a Audiência de Conciliação do PCCS com o prefeito.

REUNIÃO COM DIRETORES

E na reunião com diretores das escolas da Rede Municipal de Ensino, na noite de segunda-feira, 14, o Chefe do Executivo ouviu as principais demandas dos profissionais. Ele declarou que foi mais uma demonstração de que quando o diálogo e transparência prevalecem, sempre será possível caminhar. Garantiu respeitar o funcionalismo e, principalmente, aqueles que educam os jovens da cidade.

Durante o encontro, o Chefe do Executivo tirou as dúvidas sobre o PCCS  da categoria. Samuca prometeu que irá apresentar, em juízo, o mesmo documento aos servidores aos profissionais de Educação. Disse que está dando um passo que todos esperam há muitos anos, de dialogar e avançar com as questões trabalhistas dos funcionalismo. A proposta, segundo ele,  representa e materializa efetivamente a vontade da Prefeitura em pagar e valorizar o servidor.

Essa foi a terceira reunião do prefeito com as direções das escolas municipais, que acontecem mensalmente. Samuca declarou que quer manter o diálogo com os diretores para saber o que está acontecendo na ponta, sem tirar a autonomia da secretária Municipal de Educação, Rita de Cássia Andrade, que tem sua total confiança à frente da secretaria. O próximo encontro já está marcado. Será no início do mês de junho, em local ainda a ser definido.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !