Dupla é presa suspeita de furtar Hotel Fazenda em Quatis

0

AGULHAS NEGRAS

Dois homens, um de 33 anos e outro de 39 anos, foram presos na tarde de quarta-feira, dia 3, por policiais do 37º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A dupla é suspeita de furtar um Hotel Fazenda, localizado no Centro da cidade. Os militares foram informados do furto e conseguiram interceptar o carro, que estava carregado com alguns objetos que teriam sido furtados no hotel, entre eles, um frigobar, em uma estrada do Polo Industrial, em Resende. No veículo ainda foram detidas mais três pessoas.

Após receberem informação em um grupo de WhatsApp dando conta de que homens que teriam furtado o Hotel Fazenda estariam fugindo em um VW Gol, de cor prata, por uma estrada em direção ao bairro Fazenda da Barra III, em Resende. Na Estrada Fazenda Bom Retiro X Resende, no Polo Industrial, os militares conseguiram abordar o veículo, onde havia cinco pessoas, entre elas, três homens e duas mulheres. Segundo os policiais, extraoficialmente, os suspeitos não negaram a autoria do furto. Enquanto era feita a ocorrência, de acordo com um militar, um dos suspeitos ofereceu a quantia em dinheiro de R$1 mil de suborno. “A quantia seria para que a guarnição não levasse nenhum dos suspeitos detidos”, contou o policial informando que após contato, mais duas pessoas foram detidas. “Uma mulher, acompanhada de um homem foram até o local da abordagem levando R$1.000 para o suborno. Demos voz de prisão para os suspeitos”, explicou.

Os policiais conseguiram recuperar um frigobar, microondas, bolsa com documentos, várias panelas, três cavadeiras, duas picaretas, diversas bolsas contendo carnes, roçadeira e quatro caixas de ferramentas.

Todos os suspeitos e o material do furto foram apresentados na 89ª Delegacia de Polícia (DP). O delegado titular, Michel Floroschk autuou os dois homens por furto e corrupção ativa, por oferecer vantagem indevida a um funcionário público, em troca de algum tipo de favor ou benefício, permanecendo presos. Os demais envolvidos foram arrolados como testemunhas. Eles prestaram depoimentos e foram liberados.

error: Conteúdo protegido !