Dia do Batom é celebrado na próxima segunda-feira

0

Sul Fluminense

Sempre presentes nas necessaires, kits de make e bolsas, o batom, item de maquiagem mais antigo e amado por quase todas as mulheres tem um dia especial para ser homenageado: Em 29 de julho é celebrado o Dia do Batom.

Um queridinho no mundo todo, o batom é usado para colorir e alegrar o visual. Além de hidratar os lábios, ajuda a compor o look, dando aquele up no visual e deixando a mulherada se sentindo mais poderosa.

A cabeleireira e maquiadora Adriana Pinheiro, destaca algumas dicas para o usos perfeito da pintura. De acordo com ela, quando se trata de hidratação da pele, não há nenhum passo que é mais importante antes da maquiagem – e o mesmo vale para seus lábios. Especialmente durante os meses mais frios, você deve aplicar protetor labial constantemente para mantê-los suaves e livres de rachaduras. “É importante esfoliar os lábios uma ou duas vezes por semana ou logo antes de usar um batom líquido matte, que tende a ressaltar qualquer imperfeição. Vale esfregar, bem suave, uma escova de dentes molhada ou um produto específico para a área com ativos hidratantes”, destaca.

Adriana ainda aconselha o uso correto do brilho. “As mulheres sabem que brilho pode parecer irresistível em algumas ocasiões, mas nem sempre essa será a melhor escolha. Exagerar na textura glossy ou no acabamento cintilante pode deixar a produção infantilizada e comprometer o glamour de certas makes. Nesses casos, os batons com acabamento mais cremoso e suave são seus melhores amigos”, cita.

Dicas para o uso do batom

Primeiro passo é hidratar os lábios, seguindo da esfoliação. Aplicar o prime também auxilia para um acabamento perfeito, aliado ao contorno e o passo certo de passar o batom, que é do centro dos lábios em um movimento para fora. Esta é a melhor maneira de acabar com tremores quando atingir as linhas exteriores. Para fixar, um truque, colocar um lenço de papel entre os lábios e pressionar levemente.

Quando se tem um evento de última hora, como uma reunião de trabalho ou um happy hour, o batom, que não pode faltar na sua bolsa, torna-se o herói do dia e dá o up que o seu look precisava.

Pode combinar com o esmalte e montar um look monocromático elegante. Dá pra misturar um batom o com o outro e criar a sua cor. Se não tá afim de misturar os batons, nem precisa se preocupar, cada dia tem uma cor diferente sendo lançada e logo você encontra a sua queridinha.

Alguns batons nunca saem de moda, pode mudar a estação, as tendências, os séculos, que os mais usados sempre vão ter um lugar cativo na sua penteadeira. Como o vermelho, primeiro a ser criado e que, até hoje, nos ajuda a ousar no visual e impressionar.

Curiosidades sobre o batom

Cleópatra, a faraó mais famosa do Egito, utilizava besouros de carmim esmagados para maquilhar os seus lábios com um tom vermelho vibrante.

O Batom ganhou popularidade no Séc. 16 graças à Rainha Elizabeth I e às senhoras da sua corte, que maquiavam os seus lábios com cera de abelha e mercúrio vermelho.

O primeiro batom chegou ao mercado em 1915.

Um estudo diz que em média a mulher come cerca de 4 a 6 quilos de batom durante uma vida ao lamber os seus lábios. Agora é mais fácil perceber porque é que o batom desaparece quando acabamos de almoçar ou jantar.

Durante a Idade de Ouro islâmica, o médico árabe-andaluz e químico Abu al-Qasim al-Zahrawi (Abulcasis) inventou batons sólidos, que consista em perfume e outros ingredientes pressionados em moldes. Ele descreveu o processo no seu texto, na sua enciclopédia de medicina e cirurgia, o Al-Tasrif.

Em 1770, o Parlamento Britânico aprovou uma lei que afirmava que uma mulher que usasse batom vermelho poderia ser acusada de bruxaria!

Max Factor, make-up artist de celebridades, inventou o brilho de lábios em 1930.

A popularidade do batom cresceu durante a Segunda Guerra Mundial graças à industria do cinema, em que a maquiagem passou a ser uma rotina comum da mulher.

Em 1950, o cientista Americano Hazel Bishop desenvolveu o primeiro Batom de longa duração (e sem manchar) do mundo.

De onde vem o batom?

O uso do batom vem desde o antigo Egito. Pigmentos vermelhos de óxido de ferro foram encontrados em túmulos egípcios de 5.000 anos a.C. (antes de Cristo). No busto de Nefertiti, rainha egípcia esposa do faraó Akhenaton, que está no museu de Berlim, na Alemanha, nota-se os lábios já pintados mil anos antes da era de Julio Cesar.

As gregas usavam uma raiz vermelha chamada ‘polderos’ misturada a cera de abelha para deixar os lábios úmidos e com aspecto saudável. Já no Egito, as mais ricas usavam ‘púrpura de Tyr’, uma tinta rara produzida na cidade fenícia de Tiro.

Só no século XVI, na Inglaterra, o batom começou a se popularizar. O padrão de beleza feminina da época era deixar o rosto o mais branco possível usando cremes, e os lábios vermelhos,

criando um contraste. Nessa época, o batom já era produzido com cera de abelha e tintas vegetais.

 

 

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !