Deputado Federal delegado Antonio Furtado tem reunião com Secretário de Estado da Polícia Civil  

0

RIO DE JANEIRO

O deputado federal Delegado Antonio Furtado esteve na quarta-feira, dia 21, na sede da Secretaria de Estado da Polícia Civil. O objetivo foi conhecer os projetos que necessitam de recursos e fazem parte do portfólio montado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Outro assunto abordado no encontro do parlamentar com o secretário da Polícia Civil, Allan Turnowski, foi a necessidade da convocação dos concursados aprovados no concurso público serem chamados para exercerem as funções.

Furtado explicou que os projetos da Polícia Civil visam melhorar a área da inteligência, da investigação e da ação. “Vão ajudar a aumentar o nível de resolução de homicídios. Quando vemos acontecer esse tipo de crime, queremos a prisão do criminoso para aumentar a nossa sensação de segurança e evitar outras mortes”, destacou Antonio Furtado, lembrando que, como deputado federal e delegado de polícia, quer e vai ajudar a sua instituição. “E é justamente por isso que estamos conversando”, contou o deputado.

PROPOSTAS APRESENTADAS NO ENCONTRO

Ainda durante o encontro foram apresentadas propostas como necessárias para o desenvolvimento dos trabalhos na Polícia Civil. Dois projetos foram destacados e ganharam a atenção do deputado Furtado para que entre no cronograma de emendas com verbas destinadas para serem liberadas no próximo ano. O secretário da Polícia Civil, Allan Turnowski fez questão de agradecer a visita do deputado. “A gente sabe da carreira de sucesso como delegado, conhecemos a sua história. Sempre foi um delegado da ponta, que esteve junto com os policiais, prestando um excelente serviço à população. Destacamos dois projetos que vão aumentar a elucidação, principalmente, nos crimes de homicídio”, disse o secretário lembrando que o primeiro é a modernização da perícia de microvestígios balísticos, uma perícia nas armas para saber de onde saiu o projétil. O segundo é a coleta de vestígios e fragmentos de impressões digitais para que cheguemos no local do crime e seja possível descobrir quem fez o mal.

CONCURSO DE DA POLÍCIA CIVIL

O parlamentar aproveitou a visita para explicar ao novo secretário a situação dos candidatos aprovados no concurso de Oficial de Cartório da 6ª Classe da Polícia Civil do Rio de Janeiro que aguardam ser efetivados para ocuparem as vagas ociosas que existem na polícia. O concurso foi realizado em 2013 e teve o prazo prorrogado devido ao decreto de estado de calamidade financeira, assinado pelo, então governador do Rio, Francisco Dorneles, que permanece até hoje.

Lembrou o deputado que muitas vezes para conseguir o reconhecimento de um direito é necessário lutar com muita veemência, força e jamais desistir. “Quero que os concursados consigam o sucesso de assumir o cargo. Essa é a forma mais rápida e mais justa de atendermos a população nos serviços que precisam ser prestados”, concluiu Antonio Furtado.

 

 

error: Conteúdo protegido !