Deputado Antonio Furtado fala à população sobre ações do Congresso Nacional no combate ao coronavírus

0

SUL FLUMINENSE/BRASÍLIA

Como o Congresso Nacional está trabalhando para propor ações que visam conter o coronavírus. Esse foi o assunto que o deputado federal Antonio Furtado (PSL) escolheu para falar com a população através de uma transmissão em sua rede social porque a população é peça principal nesse combate.

Ele contou que aproveitaram a sessão de terça-feira para fazer algumas deliberações que demonstram o compromisso do Poder Legislativo em combater o vírus. “Não é só os governantes, os políticos, que precisam fazer alguma coisa, cada um tem um papel importante nessa batalha. Todos precisamos fazer uma parte. Se você está dispensado do serviço ou pode trabalhar de casa, não fique na rua. Contribua para evitar aglomerações”, falou o deputado.

O deputado elencou algumas medidas discutidas na sessão, como o projeto de resolução para deliberação remota dos deputados; projeto de lei complementar que autoriza os gestores de orçamentos a utilizar os valores que sobraram da verba da saúde, desde que os recursos sejam para combater a pandemia; aprovação do projeto de lei que proíbe a exportação de produtos médicos hospitalares que podem ser utilizados para tratar o Covid-19; e foi desconsiderada parte da portaria da Anvisa que restringia a produção e comercialização do álcool líquido.

“Entendemos que essas quatro deliberações são de extrema importância para ajudar no combate ao coronavírus. Agora elas serão encaminhas ao Senado e confiamos que serão aprovadas o mais rápido possível. Nossa tarefa é trabalhar para ajudar no combate da pandemia”, explicou o parlamentar.

O pronunciamento também serviu para fazer um alerta sobre o possível superfaturamento nos preços dos produtos de proteção individual como o álcool em gel, que já está em falta no mercado, as máscaras e as luvas. A orientação é para que casos de abuso sejam denunciados na delegacia e nos Procons. “Infelizmente existe a prática abusiva de alguns empresários que não têm compromisso com o país e visam apenas o lucro alto e partem para o aumento abusivo dos preços. Por favor, denuncie isso no Procon da sua cidade. Essa prática é crime contra a economia popular e  pode acarretar em uma pena de até 5 anos de prisão. Para fazer a denúncia é necessário ter provas, para isso você pode tirar uma foto do preço que está sendo praticado. Algumas vezes é necessário agir com rigor para que esse tipo de crime não seja praticado”, alertou o deputado.

error: Conteúdo protegido !