Delegado vai investigar denúncias de crimes no Detran de Barra Mansa

7

BARRA MANSA

O delegado adjunto da 90ª Delegacia de Polícia, Antônio Furtado, instaurou nesta quinta-feira, dia 10, um inquérito parar apurar denúncias de corrupção passiva na unidade do Detran de Barra Mansa, que fica no bairro Saudade. A investigação surgiu após o delegado receber uma série de denúncias durante um programa de rádio, o qual participou na manhã. Em entrevista ao A VOZ DA CIDADE, Furtado disse que se confirmadas as denúncias, trata-se de um caso muito grave e que os autores do delito precisam ser identificados e punidos.

“Durante a realização do programa de rádio, do qual participei, uma ouvinte enviou uma denúncia de que um funcionário do Detran de Barra Mansa, antes da vistoria do automóvel, teria dito a ela que deixasse R$ 50 no porta-luvas para que o carro fosse aprovado no exame. Ela disse que não fez isso, mas pediu que houvesse uma apuração, já que isso é crime; é corrupção passiva com a pena podendo chegar a oito anos de prisão”, disse, informando que a pessoa deu o nome do funcionário que estaria praticando o ato de corrupção. Segundo Furtado, depois dessa denúncia outras chegaram. “As falas davam conta de que o Detran de Barra Mansa estaria comprometido por uma máfia. Vamos apurar, mas foram mais de cinco pessoas denunciando o mesmo fato, e não há lógica em dizer que existe um complô na cidade contra esse funcionário. Onde há fumaça, há fogo”, detalhou Furtado.

O delegado disse que pretende ouvir funcionários e também vítimas do suposto esquema de corrupção. “Esse inquérito é mais uma prova de que a Polícia Civil não aceita impunidade. Peço para que essas pessoas que tenham sido vítimas compareçam a delegacia para prestar declarações. Por hora, pelas denúncias, entendo que o que ocorre é um crime de corrupção passiva, já que esse examinador solicita o pagamento, mas não há uma ameaça, então não caracteriza o crime de extorsão. Se durante as investigações ficarem provados que ele exige esse pagamento dos R$ 50, o crime é mais grave; se trata de um crime de concussão (quando um agente público exige vantagem indevida para si ou para outra pessoa em razão da função que exerce)”, explicou o delegado.

E as denúncias não são novidades. O A VOZ DA CIDADE recebeu algumas delas nos últimos meses. Em uma delas, uma pessoa disse que um homem que seria gerente da unidade no bairro Saudade cobrava o pagamento diário de R$ 50 aos funcionários, e por esse motivo eles cobrariam o mesmo valor de motoristas que passavam pela vistoria. Outra denúncia que chegou ao A VOZ DA CIDADE é a de que um grupo de pelo menos seis vistoriadores, vindo da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, estaria se revezando na prática do crime. Eles seriam contratados de uma empresa terceirizada e estariam cobrando dinheiro para aprovar os veículos na vistoria obrigatória anual. Um motorista, que não quis se identificar, contou que foi abordado por um deles durante a vistoria de seu veículo. “Meu carro estava sem problemas e um vistoriador apontou que o meu pneu dianteiro estava ruim. Já achava que seria reprovado só por isso, apesar de discordar, mas logo o rapaz perguntou se eu poderia ‘pagar um café’ para ele. Estranhei e perguntei se R$ 10 pagavam e ele se ofendeu; disse que tinha que ser pelo menos R$ 50. Quando tirei o dinheiro para entregar para ele, o vistoriador falou que não era assim, e que era para eu deixar para ele escondido no assoalho do carro, debaixo do tapete”, relatou uma das vítimas.

COMBATE À CORRUPÇÃO

Furtado frisou que para ele, o problema não é o órgão, Detran, mas sim a presença de agentes públicos corruptos. “O Detran é um órgão necessário e que precisa existir, porque é ele que garante a segurança viária, garantir que os veículos estejam em boas condições de tráfego. O grande problema é a existência de agentes corruptos. Esse mal enraizado compromete o nosso futuro como nação. Um estudo estima que dos 93 tributos que pagamos no Brasil e 33% desse valor são desviados pela corrupção, o que é muita coisa. Esse estudo mostra ainda que se houvesse uma diminuição de 10%, haveria um aumento na renda de todos os brasileiros de 50%. Então o dinheiro da corrupção é arrancado de nós e acaba comprometendo as atividades fins do Estado, como a Saúde, Educação e Segurança Pública, por exemplo. Então por isso é importante o trabalho da polícia e da Justiça. Se há agentes corruptos, eles têm que ser identificados e punidos”, finalizou Furtado.

 

7 Comentários

  1. Fiquei horrorizado com o Detran de barra mansa, quero fazer vistoria lá nunca mais, enquanto esperava na fila pela minha vez vi um funcionário gordinho jovem com o braço tatuado arrancando dinheiro de motoristas na cara dura. Na minha vez queria me reprovar por meu reboque n ter selo do Inmetro, já veio dizendo que teríamos q conversar, questionei q já fiz várias vistorias com o mesmo carro e nunca tive problemas, sorte minha q abaixei lá e olhei o suporte do reboque e achei o tal selo do Inmetro.
    Fez cara de bunda depois gordo safado pensando q iria pegar meu dinheiro, coisa q tb eu n iria fazer
    Sem falar aqueles despachantes q levam carros sem condições e passa e uma verdadeira vergonha q ocorre na região, cheio de pessoas desempregadas e querendo trabalhar e esses oportunistas facilando com o trabalho q tem