Delegado de Paraty informa que mulher suspeita de agredir PM irá responder por desacato e vias de fato

0

PARATY

Uma mulher, de 52 anos, que na segunda-feira, 28, teria agredido um Policial Militar de Paraty irá responder judicialmente por desacato e vias de fato. A informação foi dada ao A VOZ DA CIDADE pelo delegado titular da 167ª Delegacia de Polícia (DP), Marcelo Russo. Contou o delegado que a mulher estava embriagada quando cometeu a agressão ao ser levada para um hospital do município, durante um surto.

Em depoimento, a mulher declarou que não se lembrava de nada do que havia ocorrido. Ainda contou o delegado que a mulher acabou se envolvendo em uma briga com outra mulher em um restaurante em Paraty. Na ocasião, segundo Russo, ela teria bebido diversas caipirinhas e, embriagada foi levada para o hospital da cidade por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Muito alterada, ela negou ser medicada e ainda agrediu um policial, que estava no local em outra ocorrência. O PM revidou a agressão”, contou o delegado.

APENAS O INÍCIO DA BRIGA

O delegado explicou ainda que o vídeo postado em rede social, mostra apenas o início da discussão entre a mulher e o PM. Sendo assim, o que realmente ocorreu não foi mostrado. Lembrou também que no depoimento, a mulher que mora na Alemanha, mas que está de férias em Paraty, confirmou que foi a um restaurante onde bebeu caipirinhas, mas não se lembrava do que aconteceu no restaurante quando acordou, suja, na manhã seguinte.

A mulher declarou também que só foi ao médico depois que percebeu que estava com um sangramento atrás de uma das orelhas e outras marcas de agressão pelo corpo. “Ela não lembrava de ter discutido com policiais militares. Em depoimento ela assume ter tido um surto agressivo e isentando os policiais que agiram em legítima defesa, ao injusto ataque físico e moral”, finalizou o delegado.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !