Defesa Civil reforça ações preventivas durante período de chuvas

0

BARRA MANSA

A Defesa Civil está em estado de alerta em função das chuvas dos últimos dias. O órgão tem intensificado as ações preventivas, através da conscientização dos moradores de áreas ribeirinhas, encostas e regiões consideradas de risco. O Estado de Alerta para as chuvas se estende até o fim de março e envolve todos os setores da prefeitura, principalmente a Superintendência de Obras e Serviços Públicos (Susesp), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), as secretarias de Planejamento Urbano, Assistência Social e Direitos Humanos, Desenvolvimento Rural e a própria Defesa Civil.

Como parte da iniciativa, nesta segunda-feira , 21, o coordenador do órgão, Sérgio Mendes, participou de treinamento no Departamento Geral de Defesa Civil, do Governo do Estado (Dgdec), no Rio.  Segundo ele, na temporada de calor intenso e chuvas fortes a atenção necessita ser redobrada. “O solo encharcado pode ocasionar a movimentação de terra e deslizamentos. Neste período, dependendo da quantidade de chuvas, também podem acontecer as cheias de rios. Por isto, monitoramos 24 horas  o nível das águas do Rio Paraíba do Sul, Barra Mansa e Bananal.

Sérgio Mendes relatou também que, durante o feriado prolongado a Defesa Civil recebeu duas chamadas para atendimento. A primeira na Rua Aimberê,110, no final do bairro Colônia Santo Antônio, onde uma árvore caiu sobre a rede elétrica de uma casa. A segunda, na Rua 3 – A, 415,  na Vila Independência. No local, parte da parede de uma residência desabou. O imóvel já havia sido interditado pela Defesa Civil e a família retirada do local. No momento do ocorrido, a família havia, por iniciativa própria, retornado. “Não houve feridos, mas a situação é bastante complexa, já que algumas pessoas, apesar de serem alertadas, insistem em permanecer em suas casas, mesmo diante do risco iminente de desabamento ou outro sinistro”, disse.

Em situações de emergência, o primeiro órgão a ser acionado é o Corpo de Bombeiros Militar. A Defesa Civil é chamada pelos bombeiros quando há ameaça iminente de desabamento de estruturas. A poda de árvores grandes que estejam em áreas públicas e ofereçam risco à população pode ser solicitada a Superintendência de Obras e Serviços Públicos, através do telefone (24) 3322-2064/ 3323-5905.

PREVENÇÃO

Ao longo do ano foram realizadas intervenções para melhorar o sistema de monitoramento de chuvas, como a instalação de 11 pluviômetros automáticos nos bairros Cotiara, Vila Coringa, Centro, Nova Esperança, Paraíso de Cima, Paraíso de Baixo, Vila Maria, Ano Bom, Metalúrgico, além dos distritos de Rialto e Antônio Rocha e a localidade de Carfanaum. O equipamento foi instalado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, do Governo Federal. “Com o aparelho meteorológico é possível medir, em milímetros, a quantidade de chuva precipitada durante um determinado tempo e local. Os pluviômetros enviam os dados de forma automática, o que favorece o trabalho desenvolvido pela Defesa Civil. Outra importante ação com foco na prevenção, foi a dragagem do Rio Barra Mansa, numa extensão total de 3,6 Km, através do Programa Limpa Rio, do Inea,  além da limpeza do Rio do Turvo, no distrito de Amparo e no Córrego das laranjeiras, no bairro Vista Alegre”.