Defesa Civil de Itatiaia monitora o volume do Rio das Pedras e áreas de risco em Penedo

0

ITATIAIA/RESENDE

A Defesa Civil de Itatiaia mantém a equipe de prontidão e em monitoramento constante de todas as áreas que são consideradas de risco de deslizamento devido às chuvas. O órgão aponta o bairro Penedo por causa de possíveis alagamentos e as localidades conhecidas como África I e II,   pela existência de construções irregulares. A equipe também está em alerta quanto à ocorrência de alto índice pluviométrico que possam atingir as regiões serranas de Maringá e Maromba.

Segundo Rodrigo de Oliveira Rocha, representante da Defesa Civil no Município, o processo de manutenção preventiva é contínuo. “Após as ocorrências da última temporada de chuvas foi criado o Gabinete de Gestão de Crises, e por meio deste a equipe de monitoramento recebeu treinamento intensivo e aperfeiçoamento, como um curso de Capacitação em Meteorologia; e a compra de novos materiais indispensáveis ao trabalho, como motosserra e peças de manutenção”, explica Rocha.

Ele lembra que em 2017, uma obra de desassoreamento do Rio das Pedras refletiu na redução de alagamentos na área central de Penedo bem como permitiu  uma vazão mais rápida da água das chuvas. A expectativa é de que isso aconteça na próxima temporada de chuvas.

Rodrigo Rocha reforça, porém, que a conscientização das pessoas é de extrema importância para que acidentes graves não ocorram. “Qualquer construção de moradias próximas de leito de rios e perto de encostas, principalmente sem o devido respaldo dos órgãos especializados e de fiscalização, colocam a vida do cidadão em risco. É preciso sempre receber orientação de profissionais capacitados para executar qualquer serviço de engenharia”, orienta.

ALERTA EM MAUÁ CONTINUA

Em Resende, e principalmente, na região serrana de Visconde de Mauá, a Defesa Civil informou que está trabalhando com a previsão de não ocorrer chuvas no sábado e domingo. Mas a atenção para possíveis mudanças climáticas continua. “Na quinta, a previsão para Mauá era de chuva, vento e incidência de raios, mas não ocorreu. Ontem, a previsão era de granizo, mas acabou se afastando da região. Essas mudanças repentinas nos faz seguir em alerta”, explica o diretor do órgão, Atanagildo Oliveira, lembrando que o risco de deslizamentos na RJ-163, estrada que liga a Via Dutra a Vila de Mauá continua. Ele pede que motoristas que forem passar pelo trecho, redobre a atenção.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !