CSN retoma o plano de estreia na bolsa da divisão de cimento

0

VOLTA REDONDA

Após a compra do grupo Holcim, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) planeja relançar o pedido de abertura de capital da CSN Cimentos na Bolsa brasileira. Os acionistas cogitam o relançamento para meados de outubro, para ter finalizado todas as etapas até o final do ano.

De acordo com o diretor financeiro e de RI da CSN, Marcelo Cunha Ribeiro, a empresa ganhou novo patamar de escala de produção, sinergias comerciais e de logística e grande posicionamento de mercado no país e acrescentou que a Oferta pública inicial (IPO) ficou ainda mais provável. “Após as compras dos ativos da Cimento Elizabeth e da Holcim, a CSN Cimentos ganhou novo patamar de escala de produção, sinergias comerciais e de logística e grande posicionamento de mercado no país. Em julho, a tentativa de IPO da CSN Cimentos foi suspensa devido às condições desfavoráveis do mercado. Os investidores estavam pedindo desconto nos preços das ações, enquanto a CSN tinha planos de arrecadação já definidos”, destaca.

A companhia planeja levantar entre R$ 2,5 bilhões e R$ 3 bilhões com a oferta inicial da CSN Cimentos, para sustentar seu plano de expansão da unidade. Com as operações de siderurgia e de mineração já consolidadas e listadas na Bovespa, a CSN trabalha na unidade cimenteira. Com a compra dos negócios da Holcim, a CSN Cimentos passa a figurar entre os três maiores produtores de cimento do País e agrega maior valor ao negócio.

 

 

error: Conteúdo protegido !