CSN protocola oferta pública de ações da CSN Mineração S.A.

0

VOLTA REDONDA

A Companhia Siderúrgica Nacional informou aos seus acionistas e ao mercado em geral, e em continuidade ao fato relevante divulgado em 25 de agosto, que foi apresentado na segunda-feira, dia 19, o pedido de registro de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias de emissão da CSN Mineração S.A., controlada da Companhia, a ser realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, nos termos da Lei n.º 6.385, de 7 de dezembro de 1976 e do Código da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) e demais disposições legais aplicáveis, sob a coordenação de instituições financeiras integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários, incluindo esforços de colocação de ações ordinárias de emissão da CSN Mineração no exterior.

A oferta foi aprovada em assembleia geral extraordinária de acionistas e em reunião do conselho de administração da CSN Mineração, ambas realizadas em 15 de outubro, conjuntamente com a submissão do pedido de adesão da CSN Mineração ao segmento especial de listagem do Nível 2 da Brasil, Bolsa, Balcão S.A. (B3 S.A.). “A eventual participação da Companhia na oferta, mediante a alienação de ações ordinárias de emissão da CSN Mineração que sejam de sua titularidade, está sob avaliação pela Companhia. Serão oportunamente fixados os demais termos e condições da oferta, incluindo a quantidade de ações ordinárias de emissão da CSN Mineração objeto da oferta; e o preço por ação ordinária de emissão da CSN Mineração no âmbito da oferta, conforme venha a ser acordado na data de precificação da Oferta, após a apuração do resultado do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais, a ser realizado no Brasil e no exterior”, explica Marcelo Cunha Ribeiro, diretor Executivo de Finanças e Relações com Investidores.

O comunicado da CSN cita a conformidade com a Instrução CVM 400 que dispõe sobre as ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários, nos mercados primário ou secundário pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM), o procedimento de bookbuilding, processo em que o coordenador da oferta estuda e avalia, em conjunto com os investidores, como seria a demanda de seus ativos no mercado. “A oferta está sujeita, entre outros fatores, às condições dos mercados de capitais nacional e internacional, à concessão dos registros pela CVM, à listagem da Companhia na B3 e à admissão das ações ordinárias de emissão da CSN Mineração à negociação no Nível 2. A Companhia manterá seus acionistas e o mercado informados sobre quaisquer atualizações relevantes”, frisa Marcelo Ribeiro.

Por fim, o diretor ressalta que o fato relevante possui caráter exclusivamente informativo, nos termos da legislação e regulamentação em vigor, e “não deve, em nenhuma circunstância, ser considerado e/ou interpretado como, nem constituir, uma recomendação de investimento ou uma oferta de venda, ou uma solicitação ou uma oferta de compra de quaisquer valores mobiliários no Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer outra jurisdição”.

NEGÓCIOS INTEGRADOS

A CSN é uma empresa integrada, com negócios em siderurgia, mineração, cimento, logística e energia. A Companhia atua em toda a cadeia produtiva do aço, desde a extração do minério de ferro, até a produção e comercialização de uma diversificada linha de produtos siderúrgicos de alto valor agregado. Segundo a CSN, seu sistema integrado de produção, aliado à qualidade de gestão, faz com que tenha um dos mais baixos custos de produção da siderurgia mundial.