Crimes em ônibus: como posso me proteger?

0

De acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), 44,3% da população brasileira tem no transporte público seu principal meio de locomoção, sendo que na região sudeste, o percentual aumenta para 50,7. Entre os principais modais coletivos, podemos citar o ônibus. Mas quais são as principais características desse tipo de transporte? Além de reunir um grande número de pessoas no mesmo local, os ônibus circulam em várias áreas da cidade e somente o motorista tem o controle das portas, o que impossibilita o passageiro de tentar fugir ou pedir socorro, caso seja necessário. Todos esses detalhes fazem do ônibus um ambiente favorável para diversas ações criminosas.
Ao escolher um coletivo para assaltar, certamente o bandido planejou o delito e contou com essas particulares a seu favor. Ele sabia que ali encontraria várias vítimas, que poderia escolher uma linha que percorre lugares mais distantes, com pouco ou nenhum policiamento, e que as pessoas encontrariam dificuldade para escapar facilmente daquele espaço. Outro ponto é que os objetos roubados ou furtados em ônibus são facilmente carregados e chamam pouca atenção, como celulares, fones de ouvido, relógios, entre outros.
A violência urbana é uma realidade e nem sempre se sentir seguro é uma garantia. Para evitar os delitos e reduzir sua exposição, anote algumas dicas para você se proteger e não se expor aos crimes. Evite ficar perto das portas de embarque e desembarque. Não abra a sua carteira dentro do ônibus. O ideal é que o valor da passagem seja separado antes de ingressar no coletivo. Com isso, você evita mostrar que possui mais dinheiro. Sempre deixe bolsas e mochilas na parte da frente do corpo, para que possam ficar ao alcance do seu olhar. Evite usar anéis, cordões e acessórios de valor. Isso chama atenção e desperta o interesse dos criminosos. Deixe para usá-los quando chegar ao seu destino. Mesmo que esteja cansado, tente não dormir no ônibus. Fique sempre atento às movimentações. Além dos crimes contra o patrimônio, um delito muito comum em ônibus é o abuso sexual. Caso perceba uma atitude estranha, não hesite. Grite e peça ajuda.
Fui vítima de um crime dentro do ônibus e agora? Busque o auxílio das autoridades policiais imediatamente e denuncie. Em muitos casos, o objeto é recuperado e devolvido ao dono. Conhecendo essas informações, além de identificar os criminosos e colocá-los atrás das grades, é possível analisar quais são as áreas com maior atuação e, assim, coibir esses crimes.
Não há nada mais importante do que sua vida. Portanto, não reaja a um assalto. Bens e objetos materiais podem ser adquiridos novamente, sua vida não. Embora seja revoltante ver algo conquistado através do trabalho ser levado em poucos minutos, sua saúde e integridade física têm valor incalculável. E quanto ao ladrão, quem vive no mundo do crime certamente um dia recebe aquilo que merece. Para isso existem as polícias!