Core faz nova ação em comunidades de Angra dos Reis

0

ANGRA DOS REIS

A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio da 166ª Delegacia de Polícia (DP) de Angra dos Reis, realizou na manhã desta terça-feira, uma operação em diversas comunidades da cidade. A ação, que vem de forma decorrente desde o último sábado, dia 3, quando o governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) esteve no município, “teve como objetivo o cumprimento de mandados de prisão, além de checar denúncias de localização de um cemitério clandestino e mapeamento da região”, segundo a Polícia Civil.

Ainda de acordo com a polícia, os agentes cumpriram sete mandados de prisão e recuperaram três veículos roubados. A ação contou com apoio de cerca de 100 policiais dos Departamentos Geral de Polícia do Interior, Baixada e Especializadas, além da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

De acordo com o delegado Celso Castelo, titular da 166ª DP, durante a operação foram colhidas provas que vão auxiliar os inquéritos que apuram o tráfico de drogas na região. Ainda segundo o delegado, as informações levaram também a realização de uma prisão em flagrante pelo crime de receptação dolosa.

A Polícia Civil não deu mais detalhes sobre as investigações do cemitério clandestino.

COMUNIDADES

A Core realiza hoje novas operações nas comunidades do Areal, Belém e Camorim Grande. Nos dois últimos, foi registrado um intenso tiroteio pela manhã. A equipe informou que mantém que o objetivo da ação é dar uma resposta a criminalidade que vem assustando os moradores, conforme dito no final de semana.

Na ocasião, o governador, o prefeito de Angra, Fernando Jordão (MDB), e o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga, acompanharam os agentes na aeronave usada na ação. Eles firmaram uma parceria para acabar com a onda de criminalidade que a cidade vem sofrendo. “A pedido do prefeito estamos aqui na cidade para firmar parceria e trazer paz para esse município tão lindo e acabar de vez com a criminalidade. Vamos colocar ordem na casa”, destacou o governador.

A parceria foi firmada entre Core, Policia Civil e Militar.

NOITE TENSA

Um dia depois, um intenso tiroteio aconteceu em Angra dos Reis na noite de domingo, 4, por volta das 19 horas. Segundo informações, traficantes estariam disputando o território da Sapinhatuba I. A Rodovia Rio-Santos precisou ser fechada entre o trevo principal de acesso à Angra e o trevo de acesso ao Morro da Cruz.

Agentes do 33° Batalhão da Polícia Militar (BPM) apreenderam na ocasião uma pistola 9 mm, 20 munições, um celular e um veículo Colbat, no trevo do São Cristóvão, após tiroteio no Sapinhatuba I. Cinco pessoas foram detidas, entre elas três mulheres e o suposto chefe do tráfico da comunidade.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !