Contas de 2020 de Samuca Silva recebem parecer prévio contrário do TCE

0

VOLTA REDONDA

Dentre as contas julgadas pelo TCE na última semana estava a de Volta Redonda. O órgão emitiu parecer prévio contrário à aprovação das contas de governo de 2020, sob responsabilidade de Samuca Silva. O documento será encaminhado à Câmara de Vereadores, que dará o parecer definitivo.

Na análise de contas da cidade de Volta Redonda, foram registradas sete irregularidades, 24 impropriedades, 31 determinações e uma recomendação. Entre as irregularidades, foi apontado déficit financeiro acumulado ao longo da gestão no valor de R$ 280.038.324,90. Também foi identificado superávit financeiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb) maior do que o registrado pelo município, o que indica a saída de recursos da conta sem a devida comprovação. O repasse do Poder Executivo ao Legislativo, no valor de R$ 32,25 milhões, também se manteve abaixo do orçamento final da Câmara, fixado em R$ 33 milhões.

O Tribunal de Contas do Estado analisou ainda, com emissões de pareceres prévios contrários, as contas de Teresópolis, Belford Roxo, São João de Meriti e Queimados.