Consumo regular de água garante organismo saudável

0

PAÍS/BARRA MANSA

A estação mais quente do ano mal começou, mas as altas temperaturas registradas nas últimas semanas fizeram com que muitas pessoas aumentassem a ingestão de líquidos para amenizar o forte calor. Os especialistas recomendam o consumo de dois litros de água por dia para evitar a desidratação. Essa medida pode variar de acordo com alguns fatores, como idade, peso, clima e condições do ambiente e presença de alguma doença.

Segundo explica a nutricionista e pesquisadora da Fundação Pró-Rim, Fabiana Baggio Nerbass a falta de hidratação pode prejudicar o organismo e em longo prazo resultar em problemas de saúde. “O importante é nunca esperar ter a sensação de sede para beber água, pois esse já é um sinal de desidratação”, disse, explicando que a água em excesso também não faz bem para o corpo. “Ao contrário do que se pensa a ingestão exagerada de líquidos também pode ser um problema, pois sobrecarrega os rins e traz à perda de sais, inchaço, sonolência e mal-estar”, contou.

A sede é o principal sintoma da desidratação, mas também pode ser percebida quando a boca fica seca, a pele ressecada, olhos aparentemente fundos, tontura e enjoo. Quando isso ocorre, a hidratação do organismo deve ser feita com água, soro, água de coco, bebidas isotônicas, sopas, sucos e chás.

Segundo a moradora do bairro Boa Vista I, em Barra Mansa, há uns cinco anos ela teve infecção nos rins por causa do pouco consumo de água. “Eu precisei tomar antibiótico durante muito tempo, antes não me dava sede e eu ficava sem beber água. Agora eu bebo água todo dia, consumo mais de dez copos de água diariamente mesmo no inverno”, contou.

Já o morador do bairro Vista Alegre, que não quis se identificar, contou que bebe cerca de quatro litros de água por dia. “Passei a beber muita água depois que comecei a trabalhar em uma Siderúrgica, no setor do forno, e com isso eu sentia muita sede. Hoje em dia não consigo ficar sem beber água, por isso acho que beber água é uma questão de hábito, de repender você se pega bebendo água sem nem estar com sede”, disse.

Especialistas recomendam o consumo de dois litros de água por dia para evitar a desidratação Foto Fábio Guimas

A DESIDRATAÇÃO

O organismo pode perder água na forma de urina, parte das fezes e pela transpiração, muito frequente nesse período por conta do calor. “Há evidências que mostram que a sensação de sede é desencadeada tardiamente, quando o organismo já está levemente desidratado”, disse a nutricionista explicando que por meio da urina é possível verificar o estado de hidratação e pode ser monitorado diariamente. As diferentes tonalidades indicam se o indivíduo está mais ou menos hidratado. Quanto mais clara e transparente estiver a urina, melhor hidratado se encontra o organismo.

Para variar a hidratação é possível beber água de coco, chás naturais gelados e sucos naturais, sem adição de açúcar. Deve-se evitar consumir refrigerantes, refrescos em pó ou até mesmo de caixinha que contêm muitos conservantes, aditivos químicos e nenhum nutriente aproveitável ao organismo.

error: Conteúdo protegido !