Conselho do MEP destaca pároco de comunidade em Volta Redonda na semana dedicada aos professores

0

VOLTA REDONDA

O padre Carlos Henrique Ferreira Rocha, após a missa do último domingo, 13, na Comunidade Eclesial Santo Antônio, no bairro Niterói, recebeu da professora Maria Gorette Donato, voluntária licenciada do Pré-Vestibular Cidadão do MEP, o certificado  ‘Destaque MEP PVC 2019’. A decisão do Conselho do Movimento de homenagear o pároco da Paróquia Santo Antônio, na referência ao Dia do Professor, se deu em função do apoio e incentivo do religioso, desde a sua nomeação em 2015, ao Pré-Vestibular Cidadão (PVC).

Segundo os idealizadores, o Pré Vestibular, programa de educação popular funciona anexo à comunidade católica desde abril do ano 2000. “Muito obrigado pelo carinho, por tudo que vocês vêm fazendo pela educação em Volta Redonda. Sintam-se amparados, por Deus e por Santo Antônio. Sigam rumo aos 25 anos”, destacou o padre Carlos Henrique no momento, após a missa ao lado de alguns professores ligados à comunidade Santo Antônio. Entre Cleide Luiz, catequista e professora, Rogério Paiva Lima, liturgista e professor e as professoras Marcilea de Sá e Gorette, que atuaram no início da criação do Pré-Vestibular Cidadão. Ao longo da semana, o Movimento realizará outras atividades relacionadas aos professores e colaboradores.

PAINEL SOBRE MOVIMENTOS SOCIAIS

No último final de semana, a professora do Centro Universitário Geraldo Dia Biase (UGB-Ferp), Tânia Bassi, provocou em sala de aula dos acadêmicos de Serviço Social, 6º. período, dentro do projeto ‘Conhecer e saber da história de VR’, painel sobre movimentos sociais, sua disciplina como historiadora. Audre Virgílio, acadêmica e ex-aluna do MEP colaborou na articulação.

Convidados para o evento, outros conselheiros do MEP, José Maria da Silva, o Zezinho, a ex-aluna do MEP e graduanda em pedagogia no UGB, Vitoria Fortini, além do professor Érique Barcellos, conselheiro, professor no MEP e a Assistente Social, Renata Medeiros, coordenadora da Casa Abrigo das Mulheres em Volta Redonda, expuseram e debateram aspectos relacionados às vivencias e aprendizados a partir das suas diferentes caminhadas e lutas. O professor Érique, no final agradeceu e testemunhou. “Momento riquíssimo. As falas e as experiências relatadas foram engrandecedoras. Contudo ressalto, a jovem Vitória Fortini, nossa ex-aluna, encantou-nos, emocionou a todos com a fala doce, firme e ao reafirmar que as organizações, os movimentos sociais fazem mudar o rumo das coisas”, concluiu Érique.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !