Conscientização ambiental marca eleições 2018

0

BARRA MANSA

Parece que a conscientização falou mais alto nas eleições 2018. Assim, muitos dos eleitores definiram a situação da sujeira das ruas. Em pontos isolados, havia bastante papeis espalhados pelo chão, diferente dos últimos anos.

De acordo com a dona de casa, Elisabete Andrade dos Reis, 45 anos, eleitora do Colégio João XXII, no bairro Retiro em Volta Redonda, papeis no chão não fazem diferença na hora do voto. “Pelo contrário, até acho que é uma má influência. Se as pessoas que trabalham para ele fazem isso, imagina se o candidato vencer? Boca de urna também é corrupção, é preciso que eles deem o exemplo. Pelo menos neste ano diminuiu bem a sujeira”, citou.

A professora Lúcia Helena Santos, 38 anos, concorda. “É um desrespeito tanto com o eleitor, tanto com o meio ambiente. Ainda mais que nesta semana está chovendo. Há bem menos papeis em relação ao que vi nas últimas eleições, mas ainda pode melhorar, vejo que as pessoas estão com mais consciência ambiental”, citou.

De acordo com o diretor executivo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae-BM), Fanuel Fernando de Paula Faria, ainda hoje começa a limpeza das ruas, que será intensificada pela manhã desta segunda-feira. “Estamos com uma equipe vistoriando as principais seções eleitorais, hoje ainda começamos a limpeza nelas. Mas amanhã pela manhã o trabalho será intensificado em toda a cidade”, destaca o diretor.

O diretor também destaca a conscientização. “Este ano foi um pouco diferente, percebi que há papeis no chão, mas bem menos do que se via na última eleição. É preciso lembrar que todo esse papel vai para bueiros, rios e córregos, prejudica a todos”, destaca.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !