Consciência Negra: fim de semana prolongado fomenta o turismo

0

SUL FLUMINENSE

O fim de semana prolongado provocado pelo feriado estadual do Dia da Consciência Negra, celebrado nesta sexta-feira, dia 20, fomenta o setor de turismo, mas de forma tímida perante a expectativa dos empresários do setor. Isso porque a taxa de ocupação na rede hoteleira de cidades que detêm os principais destinos turísticos permanecia em torno de 75% na média registrada até a quinta-feira. A projeção seria de dados em torno de 95% a 100% para localidades como Visconde de Mauá, por exemplo.

A Convention Visitors & Bureau da Região de Visconde de Mauá registra taxa de ocupação de 80% com previsão de ápice em 85% até o domingo, dia 22. Para Paulo Gomes Oliveira, presidente da entidade que coordena as ações do setor em Visconde de Mauá, o clima instável, atrelado ao fato de o Dia da Consciência Negra ser um feriado restrito ao Rio de Janeiro e outras localidades, atrapalham a programação dos turistas. “E, além desses dois fatores, incluo também o fato desse ser o segundo feriado prolongado de novembro. No feriadão do Dia de Finados, no dia 2, a taxa ficou em torno de 95% e manter isso era a nossa expectativa. Mas, com a previsão de chuvas para todo o estado do Rio de Janeiro, um feriado que não vale para todo o país e o segundo do mês e caindo distante da data de pagamento da maioria dos trabalhadores, torna mais difícil a procura dos visitantes fechando pacotes de estadia”, comenta.

Em Itatiaia, o empresário Randolfo Osbhler tem o estabelecimento com taxa de 49%. “Geralmente a procura aumenta no decorrer do fim de semana. De fato as chuvas e o feriado não ser válido para todo o país reduz o interesse do turista de outros estados, por exemplo. Tivemos um feriadão no início do mês que foi muito bom para todos. Nesse estamos mais apreensivos”, argumenta.

Angra dos Reis é um dos destinos mais procuradas pelas belezas naturais e suas praias – Divulgação

Segundo dados da Associação Hotéis do Rio de Janeiro (ABHI-RJ), o feriado da Consciência Negra incrementa a ocupação hoteleira no estado. Na capital, a pesquisa aponta que 58,20% dos quartos de hotel estão reservados para este fim de semana prolongado, índice acima dos 40% de ocupação que a hotelaria vem registrando regularmente nos meses de outubro e novembro.

Porém, a maior procura se concentra no interior do estado, confirmando as previsões do trade turísticos de que a retomada das viagens seria impulsionada por viagens rodoviárias em núcleos familiares. A ocupação hoteleira média no interior do estado está em 76,93%, tendo a região dos Lagos como destaque na preferência dos turistas. Cabo Frio (94,58%), Búzios (88,33%), e Arraial do Cabo (85%), estão entre os destinos mais procurados. Na Costa Verde, Angra dos Reis tem taxa de 80,33% e Paraty 77,92%. Nas Agulhas Negras Itatiaia e o bairro de Penedo, sede da Colônia Finlandesa no Brasil, registram 73,11%. No Vale do Café, Valença e o distrito de Conservatória têm 65% de taxa de ocupação, e Vassouras 83,33%.