Conheça as melhores plantas para apartamento 

0

Sul Fluminense

As plantas para apartamento não ajudam só a compor e destacar a decoração, mas deixam os ambientes mais leves e literalmente com vida. Melhoram a qualidade do ar e podem até colaborar com uma temperatura mais fresquinha.

As que precisam de pouca iluminação e rega. Como exemplo, a profissional cita as samambaias e os cactos, além da kaizuka, que é da família das suculentas. Essas espécies possuem folhas mais grossas, porque armazenam mais água. São indicadas para serem colocadas em ambientes sociais. Recomenda-se ao lado do sofá, de um aparador, do rack da TV, porque vai sempre bem nos cantos. São lugares onde não têm grande circulação de pessoas esbarrando, até para garantir o bom estado das folhas e a respiração dessa planta.

Outro ponto importante de plantas em casa é a temperatura: Elas deixam o ambiente mais fresco. Os  jardins verticais são uma solução para ambientes onde não é possível colocar no piso. Mesmo com pouco espaço, esses jardins têm sido uma tendência em varandas gourmet, já que também promovem o isolamento térmico e acústico.

Melhores espécies de plantas para apartamento 

Cactos: São conhecidos pelo visual exótico e fácil manutenção. Apesar de ser uma planta de sol, pode ficar por muitos anos em áreas sombreadas. O que costuma acontecer nesses casos é ir perdendo força e ficando mais fina.

Samambaias: São mais antigas e dão um volume bem bonito quando bem cuidadas. Viraram moda agora por causa do jardim vertical. Remetem à memória afetiva e podem ser usadas penduradas – tendência no paisagismo – ou colocadas em nichos. Mas precisam de claridade, devem ser adubadas frequentemente e regadas, no mínimo, três vezes por semana. Se ficarem sem molhar, queimam as folhas rapidamente. Existem espécies que se adaptam ao sol, sombra e meia–sombra.

Palmeira Raphis:  Resistente e que dá pouco trabalho ao dono. É uma planta que nunca saiu de moda e pode ser usada em meia–sombra, com incidência de sol pela manhã. A rega varia de duas a três vezes por semana.

Pleomele verde ou pleomele fita: Fica bem em luz indireta ou meia-sombra. Uma planta que vem sendo bem usada no interior e em jardins de sombra, meia-sombra e sol. Podem ser usadas na varanda. Sua rega pode ser feita duas vezes por semana;

Lança ou espada de São Jorge: plantas de sombra, meia–sombra e sol pleno. Muito usadas no interior, pois devem ser molhadas a cada 10 dias. Ótimas para pessoas que esquecem não querem ter trabalho.

Ficus lyrata: Planta da moda. É cara por ser de difícil reprodução e crescimento lento. As folhas são robustas, brilhosas e volumosas. É de sombra, meia–sombra e sol pleno. Deve ser cultivada em vaso, tem raízes perigosas e que podem causar estragos. Rega duas vezes por semana.

Palmeira icuala: Planta de sombra e meia–sombra, não pode ficar muito exposta ao vento, pois as folhas rasgam e ficam queimadas, perdendo a sua beleza. Rega de até quatro vezes por semana.

Árvore da Felicidade: Polyscias fruticosa, planta para qualquer ambiente, muito bonita e que vem cheia de tradições. Os mais antigos falam que quem casa e ganha uma planta dessa não vai separar, vai viver bem com o companheiro e enquanto tiver vai ser só felicidade. Planta de pouca rega, pode ser uma vez por semana. Tem um cheiro um pouco peculiar, algumas pessoas são sensíveis a ele.

Jiboia: Usada em vasos pendurados ou potes, é uma planta de sombra e meia–sombra. Muito usada em nichos, em kokedamas, em vasos diversificados. Super fácil de manutenção, rega três vezes por semana.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !