Comércio vive expectativa de vendas durante a Black Friday

0

SUL FLUMINENSE
Lojas cheias, consumidores aflitos por ofertas e um imenso volume de vendas. Esta é a perspectiva dos lojistas para esta sexta-feira, dia 23, durante mais uma edição da Black Friday. A data que ganha força no mercado brasileiro tem origem nos Estados Unidos onde é considerado o dia de abertura oficial da temporada de compras de natal. Tradicionalmente, é promovida na quarta sexta-feira de novembro e o nome sugere um dia atípico com mercadorias em descontos acima do praticado ao longo do ano. Em média, a queda no preço das mercadorias varia entre 30% e 80%, conforme praticado por cada estabelecimento.
Nos principais centros comerciais do Sul Fluminense, consumidores já encontram opções de mercadorias em desconto. Nas ruas de Barra Mansa as lojas que vão aderir à Black Friday anunciam liquidação e ofertas que podem garantir uma boa economia ao cliente. Há lojas de calçados e roupas exploram com ofertas que chegam a 70%. Os principais magazines informam que vão abrir à meia-noite desta sexta-feira!

Os principais magazines informam que vão abrir à meia-noite – Fotos: Carol Macedo

Em Volta Redonda, a Black Friday coincide com o primeiro mês de atividades do novo empreendimento comercial na cidade, o Shopping Park Sul, no bairro São Geraldo. Todas as lojas estarão envolvidas na Black Friday que de acordo com lojistas, se tornou a segunda melhor data para o varejo, ultrapassando até o Dia das Mães.
Segundo destacou o superintendente do Shopping Park Sul, Alfredo Zanotta, para este dia de comemoração dupla, todas as lojas do Shopping Park Sul estarão com promoções especiais e horário diferenciado. Ás 7 horas, a abertura será apenas para convidados dos lojistas. Outros mil clientes também poderão aproveitar esta oportunidade de iniciarem suas compras com mais tranquilidade. Para os primeiros mil interessados, o novo Shopping vai distribuir senhas no local, a partir da meia-noite desta quinta-feira, 22.
Alfredo Zanotta destacou que os lojistas estão preparando ofertas bem atrativas para esta data. Disse ainda que será um dia especial para comemorar o primeiro mês de atividade do novo Shopping. “E para aqueles que ainda não vieram conhecer o Shopping será a oportunidade de garantir sua senha e ter toda tranquilidade de fazer suas compras a partir das 7 horas da manhã”, destacou Zanotta.

BLACK WEEKEND
O Sider Shopping também vai oferecer mercadorias com preços baixos aos seus clientes. Os lojistas esperam que as ofertas tenham impacto positivo. A expectativa é um aumento de 15% nas vendas em comparação ao mesmo período do ano passado. No Sider a data será prolongada, algumas lojas já aderiram à campanha que se estenderá até domingo, dia 25.
A gerente de marketing do Sider Shopping, Camile Teixeira, disse que os lojistas aguardam para todo o final de semana uma média de fluxo de 40 mil pessoas no Shopping. As lojas estão com descontos de até 60% e funcionando em horário normal, de segunda a sábado de 9 horas às 21 horas, domingo de 15 horas às 21 horas. “Será uma ótima oportunidade para nossos clientes começarem a garantir os presentes de Natal”, destacou a gerente, lembrando que para os que vão ao Sider, a melhor época do ano está chegando também e a decoração de Natal este ano, foi inspirada na alegria do circo. “Qualquer pessoa poderá tirar fotos, abraçar e entregar as cartinhas para o Papai Noel”, concluiu Camile.
PROCON EM FISCALIZAÇÃO
Os consumidores terão um suporte durante as vendas da Black Friday, contando com o telefone 151 para queixas. O contato é direto do Programa de Defesa do Consumidor do Estado, que estará atento para receber denúncias e tirar dúvidas de consumidores nesta sexta-feira com inúmeras promoções, seja em lojas físicas ou pela internet. O Procon Estadual vai monitorar preços em sites e também fiscalizar lojas físicas em busca de ofertas enganosas. Os consumidores também poderão tirar dúvidas e denunciar irregularidades pelo telefone 151 ou pelos e-mails: [email protected] e [email protected]
Para agilizar nas apurações das denúncias, o Procon pede para que os consumidores enviem cópias das telas dos sites (o print screen). Além do apoio estadual, todos os Procons da região também estarão de prontidão para receber reclamações ou denúncias de abuso.

COMPRAS ONLINE
É fundamental o consumidor que compra pela internet observar se a loja é de confiança e para isso pode solicitar nota com o CNPJ, o endereço físico, meios de contato, o valor do frete, o prazo de entrega e os mecanismos de segurança dos dados. Geralmente, as lojas online possuem pesquisa de reputação da empresa sobre sua metodologia de vendas e entregas.
Nas compras pela internet ou por telefone, o consumidor tem um prazo de sete dias para se arrepender cancelar a compra e receber o seu dinheiro de volta ou trocar por outro produto. Nestes casos não precisa de motivo para não querer mais o produto. É um direito do consumidor, neste prazo, devolver o produto e receber o seu dinheiro de volta na mesma forma em que fez o pagamento ou trocar por outro artigo.
LOJAS FÍSICAS
Na Black Friday as compras em lojas físicas também são suscetíveis às trocas e devoluções. Para evitar transtornos, o consumidor deve buscar orientação da política da loja sobre estoque da mercadoria e procedimentos de troca.  O Código de Defesa do Consumidor estipula prazo máximo de até 30 dias para troca de mercadoria que apresente defeito de fabricação, se o produto for um bem de consumo não durável. No caso de bens duráveis, como, caso de eletrodomésticos, esse prazo é de até 90 dias.
Outro item que deve ser analisado pelo consumidor junto da loja, em caso de devolução, é o processo de logística reversa. Isso ocorre quando a mercadoria com defeito precisa voltar à loja.

PREÇOS VERDADEIROS
Como é uma prática divulgar valores em promoção na Black Friday, cabe ao consumidor acompanhar os preços dos produtos que deseja comprar durante a fase de promoção, antes da Black Friday. “Existem vários sites de comparação na internet que auxiliam o consumidor a verificar preços das lojas simultaneamente. Neste caso, verifique o histórico do produto e observe se de fato o preço é real ou fantasioso”, orienta o advogado Joaquim Almeida.
O consumidor deve reclamar em caso de mudança na oferta ou qualquer dificuldade no ato da compra durante a Black Friday. Se o site estiver instável ou se o preço variar durante a compra, salve as informações e faça uma reclamação à empresa. A oferta deve ser cumprida de acordo com a divulgação. Por fim, salve ou imprima tudo que for relacionado à compra nesta edição da Black Friday. O consumidor deve exigir que seja cumprido o prazo de entrega e permaneça com todos os comprovantes de pagamento.

error: Conteúdo protegido !