Comércio de Volta Redonda funcionará normalmente nos feriados de Tiradentes e São Jorge

0

VOLTA REDONDA

O Sindicato do Comércio Varejista de Volta Redonda (Sicomércio-VR) informa que amanhã, dia 21, e na sexta-feira, dia 23, feriados de  Tiradentes e São Jorge, o comércio funcionará normalmente. Não haverá pagamento de hora 100%, já que houve antecipação dos feriados nos dias 29 e 30 de março. A medida foi acertada no mês passado juntamente com o Sindicato dos Empregados do Comércio (SEC). Mais informações sobre o horário do comércio podem ser obtidas pelos telefones (24) 99941-1330,| 3347-4570  e 3347- 1330.

A remuneração será paga como dias normais, exceto para os ramos essenciais. Essa é uma iniciativa que foi firmada para evitar que os comerciantes tenham mais prejuízos, que já vêm se acumulando durante a pandemia, segundo afirma o presidente do Sicomércio-VR, Jerônimo Santos. “O comércio varejista de Volta Redonda tem passado por momentos muito difíceis e mais um fechamento de dois dias ou pagamento dobrado seria muito difícil para as empresas, num período em que estão passando por adaptação e recuperação com a pandemia”, acrescentou.

PARCERIA IMPORTANTE COM O SEC

Santos completou dizendo que a parceria com o SEC foi importante e essencial para mostrar a visão do trabalhador e manter empregos. “Temos nos dedicado para manter as portas abertas e, com isso, os empregos também. O presidente do SEC, Renato Ramos, foi bastante compreensivo, entendendo a delicadeza do momento e foi muito solícito. Ficamos felizes em conseguir dar esse alívio para os lojistas e também para os comerciários, que dependem das vendas”, disse.

Jerônimo reforçou ainda que o horário de funcionamento segue o atual decreto municipal, de 10h às 18h, para as lojas de ruas. Já os shoppings, de 11h às 21h. “Ainda estamos com horário alternativo, que deve ser respeitado. E lembramos que o o comércio está seguindo todo o protocolo das medidas preventivas, como uso de máscara, disponibilização de álcool 70% e distanciamento social nas lojas. A conscientização em respeito a essas medidas é fundamental”, comentou.

 

 

error: Conteúdo protegido !