Comandante geral da PM prestigia solenidade de troca de comando no 5º CPA

0

Realizada na tarde de ontem, na sede da 5ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), no bairro Vila Mury, a solenidade de troca de comando do 5º Comando de Policiamento de Área (CPA), da Polícia Militar, foi prestigiada pelo comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Luís Cláudio Laviano. O coronel Antônio Jorge Goulart Matos, que ocupava o comando da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar, assumiu o lugar do também coronel Igor Magalhães, que estava comando há três anos e meio.

Durante a cerimônia, Igor e Antonio Jorge foram homenageados pelos serviços prestados, um no 5º CPA e o outro na Coordenadoria de Inteligência da PM no Rio. Ambos falaram um pouco sobre a trajetória na Polícia Militar. Igor fez questão de destacar seu trabalho à frente do 5º CPA, garantindo que foi um período de trabalho sério e que deixa o posto com a garantia de dever cumprido. Lembrou ainda que foram 33 anos dedicados à corporação. Antonio Jorge, por sua vez, teceu elogios ao seu antecessor prometendo que, além de dar continuidade ao bom trabalho iniciado por Igor, tem a intenção de aprimorar mais as ações no combate à criminalidade em geral em todos os municípios que o 5º CPA abrange.

Ao A VOZ DA CIDADE, Igor informou que está de ida para o Estado de Minas Gerais, terra da esposa. Lembrou que, depois de ter passado alguns anos de sua vida como PM na Região Sul Fluminense, encontrou uma população hospitaleira e ordeira. Ele fez questão de agradecer a população da região e a todos àqueles que trabalharam ao lado dele em prol da segurança pública. Garantiu que irá trocar de Estado, mas prometeu que não irá cortar o laço de amizade com a Região Sul Fluminense. “Depois de 33 anos da vida dedicada à PM hoje deixo o cargo e sigo para a reserva. Como militar sei que essas trocas são de praxes. Por isso respeito e desejo tudo de melhor para o meu substituto”, declarou Igor, ressaltando que

a tropa e a família sempre foram seus apoiadores nas ações do 5º CPA. “Não poderia elencar uma ação específica e muito menos quantificar o trabalho desempenhado nesse tempo não fosse o apoio que sempre tive”, destacou. “O nosso trabalho foi feito sempre por quase 24 horas por dia por essas pessoas”, agradeceu.

Também em entrevista ao A VOZ DA CIDADE, o comandante geral da PM garantiu que a escolha do nome do novo comando do 5º CPA não foi por acaso. Lembrou se tratar de um militar com amplo conhecimento, que está vindo da Coordenadoria de Inteligência do Rio de Janeiro. Por isso, segundo ele, irá usar de todo o seu conhecimento para trabalhar no combate à criminalidade, principalmente na área de Angra dos Reis, localidade que está recebendo agora bandidos remanescentes da capital. Garantiu que o a atuação do novo comando não será apenas em Angra dos Reis, mas sim em todas as cidades abrangidas pelos batalhões cobertos pelo  5º CPA que são o 28º BPM de Volta Redonda, 37º de Resende, 10º de Barra do Piraí e o 33º de Angra dos Reis.

UNIDADES ASSISTIDAS PELO 5º CPA

Essas unidades, de acordo com o comandante estão localizadas nas regiões Sul Fluminense e Costa Verde. Fez questão de frisar ainda que, a região é, na verdade, uma porta de entrada de material para o crime no Rio, pois corta as duas rodovias mais importantes do país. E isso serve para que os marginais se agregue nessas localidades, como Angra, onde até fuzis já foram apreendidos, armamento usado pelo crime organizado no Rio de Janeiro. “As mais recentes apreensões de drogas, armas e munições nas estradas que cortam as duas regiões provam a necessidade de uma ação de mais inteligência. E isso, com certeza o novo comandante do CPA vai fazer, e bem”, garantiu, lembrando que a escolha do nome do coronel Antônio Jorge para assumir o comando do CPA visa criação de uma nova estratégia de ação para combate à criminalidade.

O coronel Antônio Jorge Goulart Matos, também falou. Disse ao A VOZ DA CIDADE que, além de combater os bandidos a polícia tem também que brigar contra os ‘inimigos da polícia, ou seja, todos aqueles que de uma forma ou outra quer ficar contra a polícia. Disse que o amigo dos criminosos é o inimigo da polícia. “E entre eles está até mesmo o próprio policial que vai contra as apreensões de drogas e armas para deixar o trafico correr solto. Tão importante combater os bandidos e combater também os amigos dos marginais”, declarou, lembrando que o cenário atual do Estado e região é desfavorável com uma missão difícil, mas se não fosse difícil não estaria sendo repassada. Mesmo assim, prometeu dar continuidade ao trabalho de Igor e usar a experiência da inteligência para combater os crimes, não especificamente em Angra dos Reis, onde a situação está pior, mas em toda região.

Estiveram presentes na solenidade de troca de comando delegados, promotores, comandantes de BPMs da região, policiais militares, os vereadores de Volta Redonda: Fernando Martins e Carlinhos Santana, entre outros.