Acidente em Paraíba do Sul foi a pior tragédia do feriado natalino

0

SUL FLUMINENSE/RIO
A Polícia Rodoviária Federal divulgou hoje pela manhã o balanço do feriado nas estradas (referentes ao dia 22 ao dia 25) nas principais rodovias que cortam o Estado do Rio de Janeiro, entre elas a do Sul Fluminense. Foram 81 acidentes e 88 feridos. Até o fechamento desta edição, nove pessoas morreram e outras estavam em estado grave em hospitais das cidades.
Entre os acidentes citados pela PRF no balanço apresentado, um deles, que corta a região Sul Fluminense, em Paraíba do Sul, foi considerado o mais grave. Seis pessoas morreram, entre elas três crianças, e outras ficaram feridas no início da noite na BR-393 (Lúcio Meira), no km 176.
Três pessoas, entre elas uma criança, morreram no local do acidente. As demais foram encaminhadas para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Três Rios, que no início da manhã de ontem confirmou mais três óbitos, entre eles os de outras duas crianças. As outras continuam em estado grave segundo a unidade médica.
A colisão aconteceu entre um Pólo e um Gol. Eles bateram frontalmente e um dos veículos ficou totalmente destruído. Segundo informações dos socorristas, a maioria das crianças não estavam usando cadeirinhas apropriadas para o transporte em automóveis. As vítimas, menores, tinham entre seis e quatro anos.
Já na véspera de Natal, dia 24, Ueslei Wellington, de 27 anos, também morreu na BR-393 da Rodovia Lúcio Meira. A PFR disse que o pneu da motocicleta que ele conduzia furou, fazendo com que o jovem fosse arremessado e morresse na hora.
Ainda segundo o balanço apresentado pela Polícia Rodoviária, foram 1.634 autos de infração. Condutor sem cinto 81; criança sem cadeirinha 21; alcoolemia (por constatação) seis; alcoolemia (por recusa) 25; ultrapassagem proibida (faixa dupla) 91 e ultrapassagem proibida (demais tipos) 214.

EXCESSO DE VELOCIDADE EM RODOVIAS
Ainda hoje, a PRF divulgou que entre os dias 22 e 25, registrou 34.487 flagrantes de excesso de velocidade em rodovias federais de todo o Brasil. Durante os quatro primeiros dias da Operação ‘Rodovida’, a PRF focou sua fiscalização no combate a condutas como: ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade e direção após o consumo de álcool.
Segundo o levantamento, em relação ao mesmo período do ano anterior a PRF registrou uma redução de 30% no número de mortes nas estradas. Em 2016, foram 113 contra 79 este ano. Cabe destacar o fato de que, em 2016, o dia 25 de dezembro – Natal – caiu em um domingo e, em 2017, tivemos este mesmo dia em uma segunda-feira, fazendo com que o Natal configure como um feriado prolongado.
Entre sexta-feira (22) e segunda-feira (25), a PRF registrou 3.539 motoristas realizando ultrapassagens irregulares em todo o Brasil. As ações de fiscalização do órgão também focaram a alcoolemia ao volante – durante os quatro dias foram 627 autos de infração para motoristas que dirigiram após ingerir bebida alcoólica.
Outros 1.418 motoristas foram flagrados sem cinto de segurança. Durante as fiscalizações, a PRF também emitiu 232 autos de infração para motociclistas sem capacete e 278 motoristas foram flagrados trafegando com crianças sem o dispositivo de segurança (cadeirinha).
Mesmo com ações de educação para o trânsito, nas quais policiais rodoviários federais alertam os motoristas sobre condutas que podem resultar em acidentes, o órgão contabilizou 1.352 acidentes em rodovias federais. Destes, 252 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou um ferido gravemente. Esses acidentes resultaram em 1.320 feridos e 79 mortos.

ESFORÇO DE FISCALIZAÇÃO
Durante os quatro dias do feriado de Natal deste ano, a PRF fiscalizou 33.133 pessoas e 32.630 veículos em todo o Brasil. Os policiais rodoviários federais também realizaram 19.358 testes de etilômetro (bafômetro). As ações de educação para o trânsito alcançaram 11.351 motoristas.

RODOVIDA
Criada em 2011, a Operação Rodovida é uma ação do governo federal, comandada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da PRF, com apoio da Presidência da República, Casa Civil e dos ministérios das Cidades, da Saúde e dos Transportes.
Acontecendo em período de maior fluxo rodoviário (comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e Carnaval), época em que milhões de brasileiros pegam a estrada, com aumento de fluxo de veículos em praticamente todas as regiões do Brasil, a Rodovida priorizará ações integradas e simultâneas, envolvendo diversas agências de fiscalização, com atuação coordenada e sistêmica, dentro dos respectivos eixos de competência, com o intuito de somar forças no enfrentamento à violência no trânsito e na redução dos custos sociais decorrentes.
Em paralelo às ações de fiscalização da Polícia Rodoviária Federal e instituições de segurança pública, os ministérios da Justiça, das Cidades, dos Transportes e da Saúde promoverão campanhas publicitárias de conscientização em todo o Brasil. A operação seguirá até 18 de fevereiro e abrangerá o período das férias escolares, festas de Natal, Ano Novo e Carnaval, feriados marcados pelo aumento no fluxo de veículos e de passageiros.