Colégio Barão de Aiuruoca, em Barra Mansa, receberá dinheiro recuperado pela Lava Jato

0

BARRA MANSA
O Colégio Estadual Barão de Aiuruoca será uma das escolas que receberá parte do dinheiro recuperado pela força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro. O valor que a instituição receberá não foi divulgado, mas será usado em obras de reforma e infraestrutura. Ao todo, 11 escolas estaduais receberão a verba. O acordo que garante a aplicação dos recursos foi assinado na última terça-feira, dia 27, em reunião realizada no Rio, com a presença de representantes do Ministério Público Federal, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Ministério da Educação (MEC), a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc) e a Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE).

Os recursos deverão ser utilizados exclusivamente na execução de obras e melhoria de infraestrutura das escolas públicas estaduais. Um diagnóstico da rede estadual de ensino, realizado pelo projeto MPEduc, executado em parceria com o Ministério Público Estadual, revelou que entre outros problemas, a deficiência da estrutura física é um desafio que se apresenta em pelo menos 64% das 1221 unidades escolares mapeadas no Rio de Janeiro.

As obras e a prestação de contas serão acompanhadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do governo federal.

Até o momento, a Lava Jato no Rio recuperou R$ 451,5 milhões. Desse total, R$ 250 milhões foram devolvidos ao governo do estado no ano passado. O dinheiro foi usado no pagamento do 13º salário atrasado de mais de 145 mil aposentados.