Cohab-VR oferece oportunidade de renegociação de dívida de mutuários

0

VOLTA REDONDA

A diretoria da Companhia de Habitação de Volta Redonda (Cohab-VR) está chamando os mutuários para comparecer a sede da Companhia, na Avenida Ministro Salgado Filho, 620, Aero Clube, para verificar a atual situação de inadimplência financeira, e buscar alternativas viáveis para regularizar a situação. Em Volta Redonda, são cerca de 10 mil mutuários, a maioria tem prestações atrasadas da casa própria.

O chamado para comparecimento está sendo feito pelo presidente da Companhia de Habitação, o vice prefeito Maycon Abrantes e a diretora da área comercial, Ana Angélica Ferreira Mélo. “A Cohab é um braço do poder público para habitação popular. A empresas surgiu em dezembro de 1964, sendo uma empresa de economia mista,  com o objetivo de construir moradias populares para a baixa renda. É importante ter a escritura do imóvel, mantendo as prestações em dia”, destacou o presidente Maycon Abrantes.

O prefeito Samuca Silva afirmou que a Cohab é um importante instrumento de política habitacional para o município. “A Companhia de Habitação tem nos ajudado a levantar as demandas habitacionais do município através do seu cadastro habitacional , tem uma equipe de profissionais capacitada e preparada para que consigamos avançar na regulamentação fundiária dos terrenos públicos, orientando também na seleção das famílias que são prioridade para o Minha Casa Minha Vida e nos investimentos essenciais para a faixa mais carente da população ”, complementou.

A diretora comercial, Ana Angélica, citou que a Cohab desenvolve projetos importantes na área social, na prestação de serviços, como o Cadastro Habitacional que auxilia na seleção de quem busca um imóvel para morar,  o desenvolvimento de ações para a regularização fundiária nos lotes urbanizados da Companhia, o apoio para a escolha de famílias no programa federal Minha Casa Minha Vida. “Temos mais de 18 mil unidades habitacionais comercializadas ao longo desses anos, mas a inadimplência nos preocupa muito”,comparou Ana Angélica.

ESCRITURA

A diretora comercial sugere que os mutuários ainda não regularizados, devem procurar os escritórios da empresa no bairro Aero Clube de segunda às sextas-feiras das 12h às 17h30min, no Centro de Referência e Assistência Social do bairro Santa Cruz, todas as terças-feiras, das 13 às 17 horas, e no site www.voltaredonda.rj.gov.b/cadastro ou entrar em contato pelo telefone da sede, (24) 3339-9159 para atendimento de segunda às sextas-feiras, das 12h às 17h30min.

O presidente da Cohab, Maycon Abrantes, afirma que aproveitando a oportunidade oferecida aos mutuários para a quitação, eles terão uma série de vantagens. “A Cohab pode emitir a escritura definitiva, o imóvel ganha com a valorização e há liberdade para a sucessão dos herdeiros. E principalmente, o proprietário com a escritura do imóvel terá um patrimônio para resguardar a família na sua falta,  com uma moradia digna”, ressaltou Maycon.

Em Volta Redonda são mais de 20 empreendimentos da Companhia de Habitação, totalizando mais de 10 mil mutuários, sendo que apenas os dois maiores investimentos habitacionais, no Padre Jósimo e Santa Cruz, são cerca de 2.700 imóveis. No total, a Companhia tem 18 mil mutuários em nove municípios no estado do Rio (Volta Redonda, Resende, Queimados, Porto Real, Valença, Três Rios, Areal, Paraíba do Sul e Nova Iguaçu)e um em São Paulo, cidade de Cachoeira Paulista.

Maycon destaca ainda que “a inadimplência, chega a 60% dos mutuários, o que acaba impedindo o sonho da casa própria, meta da nova gestão que deseja estender o sonho da moradia própria a um maior número de pessoas”. Ele solicita que as pessoas procurem a sede e escritórios da Companhia nos municípios, mesmo que estejam com contratos não autorizados para a regularização.

VISITA À ALERJ

Maycon Abrantes disse que recentemente esteve na Assembléia Legislativa do Estado para defender benefícios para a empresa e seus mutuários com a gratuidade em serviços de cartório. “Nós fizemos contatos na Alerj para solicitar a inclusão da empresa na Lei 3350/1999 que gera gratuidade de custos e taxas cartoriais a autarquias, fundações e a Cehab(Companhia Estadual de Habitação). A Cohab é a única empresa do estado do Rio, fomos reivindicar esta isenção, a gratuidade para a sua situação imobiliária nos cartórios”, informou.

Ele acrescentou que a reivindicação depois de atendida, em sequência serão beneficiada os mutuários e a empresa com um novo projeto de lei dos deputados estaduais Marcelo Cabeleireiro, Gustavo Tutuca e Max Lemos. O PL 82/2019 já foi apresentado, publicado e passará por três comissões da Alerj (Justiça, Política Urbana, Orçamento e Finanças), devendo  entrar em votação nos próximos 60 dias, sendo aprovado ainda este ano, concluiu Abrantes.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !