Cirurgia de Vasectomia volta ser realizada pela Secretaria de Saúde de Barra Mansa

0

A Secretaria de Saúde de Barra Mansa, por meio do Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente (PAISMCA), voltou a realizar as cirurgias de vasectomia no Hospital da Mulher, no Ano Bom, os serviços retomaram em setembro. Desde agosto de 2015, os procedimentos tinham sido suspensos na unidade e os interessados tinham que recorrer à rede particular de saúde ou a outros municípios. Todo paciente que pretende fazer o procedimento necessita de encaminhamento do Programa de Planejamento Familiar, que funciona em todas as Unidades de Saúde do município, conforme protocolo do Ministério da Saúde. Os principais critérios de atendimento são ter no mínimo 25 anos e/ou dois filhos registrados em seu nome

De acordo com o secretário de Saúde, Sérgio Gomes, os critérios são rigorosos e cumprem uma série de etapas. “Trata-se de uma decisão muito importante para as famílias e precisa ser feita com todo respaldo e responsabilidade”, disse, afirmando que Barra Mansa está avançando em muitos programas e, o Planejamento Familiar é um deles. “A decisão sobre o número de filhos está sendo debatida com mais seriedade entre homens e mulheres, principalmente frente ao cenário socioeconômico do país”, completou.

A vasectomia

É uma intervenção cirúrgica simples feita por um urologista no consultório médico e  dura cerca de 20 minutos. No procedimento, o médico corta, no escroto, os canais deferentes que conduzem os espermatozoides dos testículos até o pênis. Desta forma, os espermatozoides não são liberados durante a ejaculação e, por isso, o óvulo não pode ser fecundado, evitando a gravidez.

A recuperação do paciente é rápida, o que torna possível retomar a rotina diária em no máximo três dias. Já o contato íntimo só deve ser iniciado após uma semana para permitir a cicatrização adequada.

É aconselhado utilizar outros métodos contraceptivos, como o preservativo, até três meses após a cirurgia, pois, embora os efeitos da vasectomia sejam imediatos, impedindo os espermatozoides de chegar até ao pênis, ainda podem restar alguns espermatozoides dentro dos canais, possibilitando uma gravidez indesejada. Em média são necessárias até 20 ejaculações para eliminar todos os espermatozoides que restaram nos canais.

A vasectomia ainda é cercada de mitos, como a possibilidade de ficar impotente e redução do prazer.  Por isto, é importante ressaltar que após a cirurgia o homem não deixa de produzir esperma, já que a próstata e a vesícula seminal continuam funcionando e liberando seus fluídos normalmente. Porém, esse esperma não contém espermatozoides, o que impede a gravidez.

Com relação à impotência, os riscos são quase zero, pois a cirurgia apenas é feita nos canais deferentes que estão dentro do escroto, não afetando o pênis. No entanto, alguns homens, nos primeiros dias após a cirurgia, podem sofrer com ansiedade, o que dificulta a ereção.

A vasectomia não provoca qualquer alteração no prazer sexual do homem, pois não causa alterações sensoriais no pênis. Além disso, o homem também continua produzindo testosterona normalmente, o hormônio responsável por aumentar a libido.

error: Conteúdo protegido !