Ciências Econômicas: um universo de oportunidades no mercado 

0
BARRA MANSA
Ao escolher uma graduação, é normal que possam surgir algumas dúvidas em relação a ela. Por isso, é tão importante pesquisar a área de interesse antes de matricular-se no curso. E, caso você goste de lidar com números e com desafios no âmbito profissional, vai uma dica! 
As possibilidades de atuação de um profissional de Ciências Econômicas vêm crescendo ao longos dos anos e, cada vez mais, essa carreira ganha destaque no mercado de trabalho.
Durante o curso, o estudante aprende sobre o mercado financeiro das empresas, compreende as questões históricas e sociais que envolvem a economia em seu contexto, além de entender como utilizar adequadamente os conceitos teóricos fundamentais da ciência econômica. Profissionais da área se tornam aptos para trabalhar tanto no setor público quanto no privado e podem elaborar e executar projetos de pesquisa econômica.
Veja a seguir as diversas áreas em que um economista pode trabalhar: 
SETOR PÚBLICO
Atuam como peça fundamental no setor público, onde lidam com a estrutura econômica na área. Além disso, o setor público exige uma responsabilidade maior por lidar diretamente com a política social do país, que pode ser afetada com os impactos que ocorrem na economia. Pode-se dividir o setor público em três esferas:  Federal,  Estadual e Municipal. 
– Esfera Federal
Os economistas desta área precisam estar bem informados sobre todos os assuntos que envolvem a economia do país. O ministério da fazenda concentra a maior parte dos economistas dessa esfera, eles estão ligados à definição e execução da política econômica nacional. Assim como o Ministério Público, podem-se achar economistas no Banco Central. Eles atuam como desenvolvedores da política monetária do país.
– Esfera Estadual
O economista desenvolve o seu trabalho, principalmente, nas secretarias de planejamento do Estado. Ele sempre está avaliando a conveniência de financiamentos e identificando as melhores oportunidades de investimento.
– Esfera Municipal
Normalmente, as prefeituras mais estruturadas contam com esses profissionais que são responsáveis pelas finanças da instituição.
SETOR PRIVADO
Neste setor,  o economista está propenso a optar por trabalhar no mercado financeiro. Sendo assim, ele pode ingressar em uma equipe econômica de bancos comerciais, operando sobre os juros e a venda de ativos. O profissional também pode atuar na gestão financeira de empresas, cuidando da contabilidade e de outros setores econômicos que a envolvem.
Ainda vale ressaltar que o economista pode escolher atuar como consultoria, que vem ganhando espaço no cenário atual. Permite assessorar gestores e acompanhar toda a atividade econômica, fazendo uma análise sobre o processo. Além do mais, as empresas contratam esse profissional para que ele possa ajudar na fusão de firmas e na aquisição de novos negócios.
E aí, bateu o interesse pela área de Economia?
Na região Sul Fluminense, o UBM – Centro Universitário de Barra Mansa – que possui 60 anos no ramo, formando e preparando grandes profissionais para o mercado de trabalho, oferece a graduação a distância de Ciências Econômicas por meio do UBM Connect. A graduação tem quatro anos de duração e conta com um corpo docente capacitado e renomado, além de uma matriz curricular exclusiva para o ensino a distância.
O UBM EAD está com condição exclusiva de matrícula, com R$ 49,90 na primeira mensalidade e aulas com início imediato. Verifique o polo mais perto e os diversos outros cursos disponíveis nas áreas de exatas, licenciatura e humanas. Acesse www.ubm.br/connect e faça já a sua inscrição.
error: Conteúdo protegido !