Chuvas previstas para esta segunda-feira podem provocar transtornos em Barra Mansa

0

BARRA MANSA
O temporal de domingo que atingiu a região das Agulhas Negras provocou o aumento do nível do Rio Paraíba do Sul e até o transbordamento em algumas cidades como Barra Mansa. Agora o volume já está em queda, porém novas chuvas previstas para a tarde desta segunda-feira, dia 5, podem provocar transtornos. O coordenador municipal da Defesa Civil, Sérgio Mendes, alertou que os moradores das margens dos rios que cortam a cidade fiquem atentos e tomem algumas precauções.

“Sexta-feira o Rio Paraíba do Sul estava com nível de 2,69 metros. Na manhã desta segunda-feira chegou a 4,08 metros, mas agora já é de 3,98 metros. Toda essa água é de chuva, não é da represa, então por isso é rápido o esvaziamento. Barra Mansa já não tem risco de enchente, mas a chuva prevista para agora à tarde é preciso que os moradores à margem dos rios tomem algumas precauções, fazer o levantamento de móveis e ficar em alerta”, disse Mendes, lembrando que as áreas de risco já estão identificadas.

Nível do Rio Paraíba do Sul é monitorado por técnicos da Defesa Civil – Foto: Fábio Guimas

O coordenador da Defesa Civil disse ainda que pelo grande volume de chuva em outros municípios, como Bananal-SP, São José do Barreiro-SP, Arapeí-SP e Resende, na altura de Visconde de Mauá, os rios Bocaina e Bananal também estão cheios. Mendes informou que houve transbordamento em alguns pontos, como Vista Alegre, Vila Maria e Colônia Santo Antônio, porém não foram ocorrências graves.

“É importante salientar aos moradores que Barra Mansa sofre as consequências das chuvas ocorridas em cidades acima como Itatiaia, Resende, Porto Real e Quatis. O que acaba ocasionando o aumento no volume de água nos rios que cortam o município”, finalizou Sérgio Mendes, acrescentando que em casos de emergências decorridas de temporais os moradores podem entrar em contato pelo (24) 3322-1410 ou pelo telefone de emergência 199, que funciona 24 horas.

REPRESA DO FUNIL

Ainda de acordo com o coordenador, muitos moradores entraram em contato com a Defesa Civil para saber o motivo das cheias. A maioria das dúvidas era em relação à vazão da Represa do Funil, em Itatiaia. Mendes informou que entrou em contato com a direção da represa, que relatou que a vazão de água está em 235 metros cúbicos por segundo, considerado normal. A capacidade também está dentro do previsto em 69,9%, restando cerca de 30% para alcançar o limite.

TURBIDEZ DA ÁGUA CAUSA PARALISAÇÃO DAS ETAs

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) paralisou, temporariamente, as Estações de Tratamento de Água (ETAs) do bairro Colônia Santo Antônio e do distrito de Floriano por conta da turbidez da água devido ao volume de chuvas registrado nessas localidades que ocasionou, respectivamente, as cheias dos Rios Bananal e Paraíba do Sul. A recomendação do Saae é que os moradores dessas localidades economizem água até que a qualidade da mesma se normalize e seja possível o tratamento apropriado e a distribuição às residências.

Após chuvas fortes, as águas dos mananciais de superfície ficaram turvas, devido à condução dos sedimentos das margens pela enxurrada. A turbidez é causada por partículas sólidas em suspensão, como argila, barro e matéria orgânica, que interferem na propagação da luz pela água, impedindo assim o tratamento adequado pelas ETAs.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !