Centro de Informações Turísticas de Quatis será revitalizado

0

QUATIS

As obras de revitalização do Centro de Informações Turísticas situado na Praça Teixeira Brandão vão começar nas próximas semanas, totalizando cerca de R$ 37 mil. Além de ponto de referência para informações a respeito dos atrativos turísticos, ambientais e culturais da cidade, o local vai ser transformado também num espaço para a realização permanente de exposições dos trabalhos confeccionados por artesãos.

A licitação relacionada à contratação da empresa responsável aconteceu recentemente, indicando a Premium Comércio e Serviços Eirelli, de Barra Mansa. As licitações promovidas pelo poder público são abertas à participação de empresas situadas em qualquer cidade do país.

O projeto da revitalização prevê a instalação de vidros temperados nas laterais, cuja composição é feita através de um processo químico que fortalece a resistência do material. Outros serviços previstos são a instalação de novas portas e janelas, todas protegidas por grades de ferro; recuperação do piso; realização dos serviços de jardinagem; instalação de um aparelho de ar condicionado; construção de um banheiro adaptado para pessoas com deficiência; reparos no sistema hidráulico e de energia elétrica; e pintura, interna e externa.

Segundo o planejamento da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, o espaço contará com um servidor em horário integral para orientar o público quanto aos eventos culturais e as localidades turísticas da cidade, incluindo os fins de semana e feriados. A secretária de Cultura e Turismo, Rosina Porto destacou os atrativos da cidade, entre eles os casarios do tempo colonial situados no Centro e no distrito de São Joaquim; a fonte de água natural Antônio Jacinto Sampaio Filho, a “Biquinha”, que se localiza na região central; a Feira da Roça, evento realizado no segundo e quarto domingo do mês; o Parque Natural Municipal Horto dos Quatis; a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário; a estação ferroviária do bairro São Benedito; a igreja da comunidade quilombola de Santana; a trilha do cruzeiro, em São Joaquim; a Área de Proteção Ambiental Carapiá; o Horto dos Quatis; e o Parque Natural Municipal Ribeirão de São Joaquim.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !